1º ABRIL PASSA SER O ‘DIA DA CONQUISTA’ PARA GRÁFICOS DA EMCOPLAS, COM AUMENTO DE SALÁRIO E MAIS DIREITOS

emcoplas1

Apesar de 1º de abril ser considerado o dia da mentira, hoje será o início de positivas transformações na vida dos empregados da Alta Frequência Etiquetas, a antiga Emcoplas, que fica em Bom Jesus dos Perdões, no interior de São Paulo. A primeira é que o salário vai aumentar e muito em comparação ao que hoje é pago. A segunda é que mais produtos serão inseridos na cesta básica. E ainda passam a participar do programa de participação de lucros e resultados da empresa. A mudança resulta da luta do Sindicato dos Trabalhadores Gráficos da Região de Jundiaí (Sindigráficos), que conseguiu enquadrar a empresa, conferindo a todos os funcionários a condição de gráficos. Ao enquadrar sindicalmente a Emcoplas, a empresa passa a ser regida pelas regras da Convenção Coletiva de Trabalho dos Gráficos. Dentre elas, têm melhores salários e mais direitos em comparação aos atuais.

emcoplas2O salário aumentará para os trabalhadores iniciantes na empresa, como para os experientes. Aos iniciantes, com até um ano empregado, os quais recebiam o piso salarial com base na antiga entidade sindical que estavam enquadrados, em média R$ 900, passarão a receber já a partir de abril o salário mensal de R$ 1.163,80. É um aumento significativo. Este valor é o piso diferenciado definido pela convenção dos gráficos. Já os trabalhadores experientes, que recebem acima dos R$ 900, o salário vai automaticamente para R$ 1.414.60. “Outro reajuste expressivo. Este valor corresponde ao piso normativo dos gráficos em todo o Estado”, parabeniza a todos o presidente do Sindigráficos, Leandro Rodrigues. E os salários maiores continuam com o valor maior.

“Este 1º de abril agora será conhecido pelos trabalhadores da Emcoplas como o dia das conquistas, e não mais o dia da mentira”, comemora Jurandir Franco, diretor do Sindigráficos que acompanha o caso desde o começo do ano passado. O dirigente, que chegou a acompanhar in loco a produção da empresa, que atua com alta frequência em sapatos, disse que agora o dono fez justiça com seus funcionários que são gráficos. O presidente da Federação Estadual dos Gráficos (Ftigesp), Leonardo Del Roy, assessorou todo o processo de enquadramento, inclusive também visitou a empresa junto com o dirigente do sindicato no ano passado. Já a reunião decisiva do enquadramento entre Emcoplas e sindicalistas, definindo os primeiros benefícios a ser já garantidos aos trabalhadores, ocorreu na semana passada na sede do Sindigráficos em Jundiaí.

emcoplas3Outra reunião já está marcada em julho entre o dono da Emcoplas e o Sindigráficos para atualizar a decisão já tomada em definitivo, elevando o salário tanto os trabalhadores iniciantes, como daqueles experientes.

Além disso, o novo enquadramento sindical dos trabalhadores também proporcionou a ampliação de direitos trabalhistas. Ficou acertado, como trata a Convenção dos Gráficos, que os funcionários receberão dinheiro extra com a Participação dos Lucros e Resultados (PLR) da empresa. O proprietário garantiu que todos já estão participando desde 1º de janeiro.  Assim, receberão no ano que vem as duas parcelas da PLR de 2016. O direito não era concedido com base no antigo enquadramento sindical.

Outra coisa que vai melhorar de imediato é o aumento de produtos da cesta básica. “Outros benefícios, baseados no que define a Convenção dos Gráficos, serão incluídos gradativamente”, diz Franco. O dirigente parabeniza aos cerca de 30 trabalhadores da Emcoplas, que agora são considerados gráficos, e dar as boas-vindas a eles que são agora os mais novos gráficos que passam a fazer parte desta categoria, a qual costuma lutar muito em defesa da sua classe. O Sindigráficos já está de portas abertas para receber estes trabalhadores para tirar dúvidas, bem como denúncias sobre possíveis irregularidades, entre outras questões.