40 horas semanais já !!!

Recentemente publicamos uma crítica com relação ao ato promovido pelas centrais sindicais junto com a FIESP. Comentamos que parecia um ato de desespero de alguns dirigentes no intuito de agracejar os empresários. Pois é companheiros, o fato é que depois daquele ato meio estranho, ninguém esta mais falando da tal desindustrialização.

O governo vem fazendo um bom papel, com importantes atuações, entre elas a desoneração da folha de pagamento, à redução de IPI reduziu taxa selic, hoje em 9% podendo chegar até 8,5% (na próxima reunião do COPOM). Os bancos estatais também estão fazendo sua parte, e estão forçando os bancos privados a seguirem esta tendência de redução de juros reais. O BNDES também ampliou seus investimentos na modernização da industria Brasileira.

Ou seja o Brasil continua muito bem e os empresários choram de barriga cheia.

Temos um compromisso com a classe trabalhadora, então o importante é retomar a nossa pauta.

O fator previdenciário arrasa com as nossas aposentadorias, o imposto de renda arrocha ainda mais o nosso poder de compra, a jornada de 40 horas é mais do que obrigação pois o país está maduro e preparado para esse avanço. Para se ter uma ideia, uma montadora de veículos, nos anos setenta, empregava 45.000 (quarenta e cinco mil) trabalhadores para produzir mil veículos por mês, hoje, a mesma empresa emprega pouco mais de 12.000 (doze mil) trabalhadores e produz o dobro de veículos, ou seja, para manter os mesmos empregos, a referida empresa deveria implantar jornada muito menor, já que o emprego é um direito de todos os brasileiros conforme está escrito na nossa Constituição Federal.

Pelas 40 horas semanais já!