ACORDO DO SINDICATO COM GONÇALVES FAVORECE EMPREGO NA PANDEMIA E TRABALHO DO GRÁFICO COM CONVÍVIO SOCIAL

Nesta segunda-feira (5), uma conquista importante para 500 gráficos da Gonçalves em Cajamar, bem como para seus familiares, passa a valer por causa da intermediação do Sindigráficos junto à empresa desde agosto, quando essa gigante do ramo de embalagens para remédios ampliou a sua capacidade produtiva. Nestes meses, os gráficos do local, apesar de satisfeitos com a competitividade da empresa no mercado, sobretudo na pandemia, o que não só manteve seus empregos diante da crise, mas também garantiu novas contratações mediante a abertura do 3º turno, queixavam-se da ampliação de um dia na jornada semanal, exatamente no final de semana, realizado em todos os sábados. Assim, o sindicato negociou um acordo de jornada com a empresa, que aceitou o pleito, garantindo uma folga quinzenal nos fins de semana para todos.  

Os trabalhadores garantem seus empregos, mas voltam a ter convívio social com as suas famílias e amigos nos finais de semana – condição que não ocorria desde quando o 3º turno foi implantado e o trabalho aos sábados tornou-se semanal. “O acordo, que é o primeiro celebrado entre o sindicato e a Gonçalves, passa a regular a jornada laboral de todos os empregados dos três turnos produtivos e nove horários administrativos praticados. Acredito que isso ajuda a estimular a capacidade produtiva da empresa, evita a sobrecarga no trabalho dos gráficos e favorece mais empregos. A gráfica entendeu esses benefícios e ajudou na viabilização do acordo” acredita Leandro Rodrigues, presidente do Sindigráficos.  

O acordo oportunizou inclusive a reivindicação dos gráficos do 3º turno. Não queriam trabalhar nos sábados, mesmo alternado a cada 15 dias por semana, como passar a ocorrer com o pessoal do 1º e 2º turnos. O 3º turno passa a laborar em domingos alternados, como solicitado para o sindicato, enquanto os outros turnos nos sábados alternados, como foi pedido. “A Gonçalves entendeu nosso pleito e contribuiu diretamente para encontrar uma forma conosco em favor da categoria”, diz Leandro. Não por acaso que 95% dos gráficos dos três turnos e 100% do pessoal do horário administrativo aprovaram o acordo coletivo na última semana.

Em síntese, a soma do horário de trabalho de duas semanas equivalerá a 44 horas semanais cada, atuando mais em uma semana para garantir a folga no sábado (para o 1º e 2º turnos) e no domingo (3º turno) da outra semana. Já os que trabalham nos nove horários administrativos, continuam tendo sua jornada de segunda a sexta-feira, com a diferença de constar no acordo, regulamentando a carga-horária deles todos.  O Sindigráficos não poupou esforços para atender o desejo da categoria e espera contar com o reconhecimento de todos através da sindicalização.  

O acordo ainda restabelece uma conquista dos trabalhadores fragilizada pela lei da reforma trabalhista. Os gráficos da Gonçalves voltam a contar com a checagem sindical da sua rescisão contratual de trabalho, o que confere a garantia de que todos os direitos foram incluídos e pagos pela empresa, assim como evitará a demissão de trabalhadores doentes.