ACORDO GARANTE AOS GRÁFICOS DA INAPEL FOLGA INICIANDO NESTE DOMINGO ANTES DO NATAL ATÉ O DIA DO RÉVEILLON

Nesta sexta-feira (21) e sábado (22), todos gráficos da Inapel em Jundiaí estarão trabalhando, como acontece com muitos outros trabalhadores. A única diferença é que, devido a mais um acordo negociado pelo Sindicato da classe (Sindigráficos), estes gráficos terão o benefício de folgar a partir deste domingo até o dia 1ª de janeiro. Os dias seguidos de descanso para aproveitarem as festividades de Natal e Réveillon foram definidos através de um acordo de compensação. Nele, os gráficos aceitaram trabalhar em três dias extras à habitual jornada de serviço semanal, garantindo a troca.

“Na empresa, já existe definido antes um outro acordo onde a jornada de trabalho semanal só pode acontecer de segunda a quinta-feira. Assim, foi feito este novo acordo de compensação para garantir a troca das folgas”, explica Jurandir Franco, diretor sindical. Ele acompanhou a assembleia e a votação dos gráficos a respeito, sendo aprovada pela grande maioria. Pelo acordo, trabalharão hoje e amanhã e já laboraram no último dia 7.

A votação foi secreta e individual. Eles também aprovaram outro acordo coletivo de trabalho. Este novo abordou sobre o reajuste salário e da PLR.Por mais um ano, foi renovado o tratado onde garante aos empregados um piso salarial e uma PLR com valores superiores aos demais gráficos da região e da maioria do estado. Com a aprovação, o piso normativo na empresa foi para R$ 1647,80 e o menor valor da PLR ficou em R$ 1,2 mil.

Esta negociação com a Inapel, chamada de acordo dissídio, garantiu outras garantias para todos os empregados, como a de que continuem recebendo pela hora-extra trabalhada. A única forma de ser implantado o banco de horas individual é através de negociação com o Sindigráficos e a aceitação dos trabalhadores. Também garantiu a proteção no momento em que os funcionários são demitidos e que precisam receber as verbas rescisórias corretamente. “A homologação sindical da rescisão contratual continua obrigatória”, celebra Leandro Rodrigues, presidente do sindicato.

A quantidade e qualidade dos acordos em benefício dos gráficos do local é um fruto da combinação da unidade e organização dos trabalhadores junto ao sindicato, uma vez que o número de sindicalizados é elevado na Inapel. Quando isso ocorre, o Sindigráficos fica mais forte para negociar e preservar os direitos da classe. Contudo, dos 100 gráficos na empresa, a sindicalização ainda pode crescer mais, a fim de continuar avançando.  A entidade pede que todos se filiem diante dos benefícios já existentes, mas também para evitar que enfraqueça as conquistas. Sindicalizem-se!