APESAR DA CRISE, ANTIGA DELTA PROMO REGISTRA MAIS 15 GRÁFICOS E CHEGA A 100 FUNCIONÁRIOS NA EMPRESA

delta1 delta2 delta3

Embora se fale da crise financeira, a antiga Delta Promo, empresa de Caieiras/SP, especializada na impressão de display para supermercado, confirmou ao Sindicato dos Trabalhadores na Indústria Gráfica de Jundiaí e Região (Sindigráficos) que registrou mais 15 funcionários e possui agora 100 profissionais. A lista dos empregados foi apresentada no Ministério do Trabalho de Jundiaí, no segundo encontro entre o empresário e os sindicalistas, realizado no dia 12. As reuniões foram solicitadas pelo órgão de classe para buscar corrigir várias irregularidades trabalhistas. Na ocasião, foi entregue a lista do quadro de funcionários registrados, já que havia reclamações de haver gráficos clandestinos, como foi apurado pelo Sindigráficos. Foi quando pode ser comprovado os atuais registros na Carteira de Trabalho de 15 empregados. O Contrato de Trabalho de todos também foi regularizado. E tudo aconteceu após o monitoramento sistemático de três meses do órgão de classe na empresa. O patrão informou ainda aos sindicalistas que já regularizou a data do pagamento salarial e do adiantamento quinzenal, conforme determina a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), que são nos dias 5 e 20 respectivamente. O empresário resolveu outras questões e se comprometeu ainda em sanar alguns irregularidades pendentes, como o FGTS e o INSS, PLR e muito mais. O prazo acaba na primeira semana do mês de setembro.

delta4Multa referente ao pagamento dos salários atrasados também está na lista de responsabilidades pendentes da empresa com seus gráficos. O empresário levou os holerites de todos os trabalhadores para verificar o  total de dias do atraso nos meses de 2015. Mas, o Sindigráficos pediu, como prova, o recibo bancário de depósito dos salários nas contas dos empregados. A empresa aceitou e apresentará na terceira reunião que será realizada no dia 2 de setembro na sede do Sindicato em Jundiaí.

A antiga Delta Promo deve apresentar o cronograma de pagamento das multas. Cada dia de atraso custa para o patrão R$ 42,67, de acordo com a Convenção Coletiva de Trabalho da categoria.

delta0O Sindigráficos vai realizar antes da reunião com o empresário uma assembleia com todos os funcionários da empresa. O patrão apoiou a realização do encontro e vai abrir as portas da sua fábrica para a assembleia ser realizada dentro, porém, sem a sua presença, conforme exigência dos sindicalistas.

A assembleia servirá ainda para os trabalhadores analisarem se todas as informações repassadas pelo patrão sobre suas irregularidades estão corretas, a exemplo dos débitos com PLR, FGTS e INSS entre outros.

delta5“O empresário apresentou ao sindicato suas dívidas com os funcionários no 2º encontro no Ministério do Trabalho. E estas informações precisam ser analisadas pelos trabalhadores para evitar prejuízo posterior” pontua Leandro Rodrigues, presidente do Sindigráficos.

Umas das informações é de que o empresário deve o PLR de 2014 a todos os funcionários que têm o direito e somente a uma parte dos gráficos a PLR de 2013. Outra notícia é de que acaba de ser pago o 1/3 salário de 2014 que estava pendente de alguns empregados. A empresa também garantiu que não há nenhuma férias pendente dos funcionários.

DP1O empresário também se comprometeu em ir à Caixa Econômica para fazer o contrato de parcelamento da dívida com o FGTS dos gráficos. O Sindigráficos exigiu que uma cópia do contrato seja entregue no dia 2 de setembro na nova reunião entre as partes. Também exigiu uma cópia da declaração da dívida.

Outra responsabilidade assumida pelo patrão foi de levar uma lista atualizada com sua dívida referente ao INSS atrasado dos empregados. O dono da antiga Delta Promo antecipou que deve os repasses de todos os meses de 2014 e 2015.

À pedido dos sindicalistas, o empresário garantiu ainda que apenas fará homologações de rescisão de contrato no Sindigráficos ou no Ministério do Trabalho em Jundiaí.