APÓS 40 DIAS, INTERVENÇÃO MILITAR DE TEMER SEGUE SEM EFEITO CONTRA VIOLÊNCIA NO RJ – ESTADO DE MARIELLE

Moradores de áreas cariocas carentes permanecem sofrendo com os altos índices de violência. Só no último final de semana foram ao menos oito mortos na Rocinha e cinco jovens assassinados em Maricá, na região metropolitana do Rio. A vereadora Marielle (PSOL) foi morta, por exemplo, a quase um quilômetro do quartel general da intervenção federal, num crime aparentemente premeditado, com repercussão internacional, e sem solução até agora. Quarenta dias depois da nomeação do general do Exército Walter Braga Netto como interventor na segurança pública no estado, a situação do Rio permanece distante da promessa do presidente Michel Temer (MDB) de restabelecimento da ordem.

Segundo pesquisa Datafolha feita na semana passada, 71% dos moradores da cidade do Rio avaliam que a ação do Exército até agora não fez diferença no combate à violência. O interventor atua como chefe das forças de segurança —na prática, é responsável tanto pela Segurança Pública como pela Administração Penitenciária, com PM, Civil, bombeiros e agentes carcerários sob seu comando. Será mesmo?

FONTE: Com informações da FOLHASP