APÓS AÇÃO EM GRÁFICA, SINDICATO CORRIGE PENDÊNCIAS NO SALÁRIO E CESTA BÁSICA DOS GRÁFICOS E TODOS SE ASSOCIAM

Na última semana, poucos dias após denúncias enviadas ao Sindigráficos apontarem 22 dias de trabalho sem salário e a interrupção na distribuição da cesta básica por três meses, o pagamento salarial foi feito pela Ricardo Decalcomanias, no município de Pedreira. O dono da empresa atendeu à solicitação da entidade sindical em defesa da classe. Havia a pendência porque a gráfica tinha liberado os gráficos do trabalho desde 23 de março, voltando agora há poucas semanas. Mas como só deu entrada no acordo de suspensão contratual por três meses no dia 17 de abril, teve que pagar por estes dias anteriores, como determina a Medida Provisória (MP 936).  

O empregador também se mostrou consciente de seu dever patronal e foi solícito em resolver o passivo referentes as cestas básicas não entregues em março, abril e maio. A MP obriga as empresas a manterem todos os benefícios existentes anteriores ao acordo de suspensão de contrato de trabalho temporário. Portanto, como a cesta é um direito convencionado, a gráfica, mesmo passando dificuldades financeiras diante da pandemia, reconheceu a confusão gerada e garantiu a distribuição delas aos gráficos.

Jurandir Franco, diretor sindical que agiu no caso, conduziu a negociação do acordo com a decalcomanias sobre a forma de distribuição das cestas. Pelo negociado, esta semana entregará duas cestas, sendo uma do mês atual e a outra relativa à de março. Em agosto, distribuirá apenas a do período. Mas a empresa voltará a entregar duas no mês seguinte, sendo uma referente a setembro e outra a abril. Entregará uma em outubro. E mais duas outra vez em novembro, sanando o passivo da cesta de maio.

“Entendemos que a situação econômica não está fácil para ninguém, nem para as empresas, mas o problema sempre é bem maior sobre as costas dos trabalhadores e seus direitos precisam ser sempre respeitados”, fala Jurandir. O sindicalista parabeniza inclusive o empregador pela conduta adotada desde o primeiro momento em que foi informado das pendências, mostrando ser um empresário cumpridor de suas obrigações patronais.

 

Gráficos retribuem com 100% de sindicalização

Em reconhecimento à ação do Sindigráficos na Ricardo Decalcomanias, restaurando os direitos convencionados ao recebimento da cesta básica, mesmo com o contrato de trabalho suspenso por três meses, bem como o pagamento salarial de 22 dias, mesmo com o trabalho não realizado por decisão da empresa antes do registro do acordo da referida suspensão, todos os trabalhadores do local decidiram se sindicalizar. Juntos, somos sempre mais fortes! Gráfico associado amplia sua proteção e conquistas!