17/02/2012 – Sindicato realiza Bingo Feminino em comemoração ao Dia Internacional da Mulher

O sindicato realizará no próximo dia 11 de março mais um Bingo Feminino.

O evento, que já se tornou tradição, será realizado em comemoração ao dia Internacional da Mulher que é celebrado dia 8 de março e acontecerá na sede da Associação dos Aposentados de Jundiaí, na rua XV de Novembro, 1336, no centro de Jundiaí. ‘‘Como nos anos anteriores o número de companheiras que comparecem ao bingo vem aumentando consideravelmente, resolvemos buscar um lugar maior, para assim levar mais conforto e segurança ’’, disse o companheiro Jurandir, diretor do sindicato.

O Bingo Feminino é gratuito, apenas mulheres associadas ao sindicato podem participar e não visa lucro, é apenas uma forma de discutir os temas pertinentes à luta pela igualdade sexista e promover a confraternização e a união das companheiras da base. ‘‘Mais uma vez teremos uma palestrante que apresentará um tema importante para a melhora na qualidade de vida das companheiras e suas famílias, essa é uma ótima ocasião de união e descontração’’, completou o companheiro Leandro, presidente do sindicato.

História do 8 de março

No Dia 8 de março de 1857, operárias de uma fábrica de tecidos, situada na cidade norte americana de Nova Iorque, fizeram uma grande greve. Ocuparam a fábrica e começaram a reivindicar melhores condições de trabalho, tais como, redução na carga diária de trabalho para dez horas (as fábricas exigiam 16 horas de trabalho diário), equiparação de salários com os homens (as mulheres chegavam a receber até um terço do salário de um homem, para executar o mesmo tipo de trabalho) e tratamento digno dentro do ambiente de trabalho. A manifestação foi reprimida com total violência. As mulheres foram trancadas dentro da fábrica, que foi incendiada. Aproximadamente 130 tecelãs morreram carbonizadas, num ato totalmente desumano. Porém, somente no ano de 1910, durante uma conferência na Dinamarca, ficou decidido que o 8 de março passaria a ser o “Dia Internacional da Mulher”, em homenagem as mulheres que morreram na fábrica em 1857. Mas somente no ano de 1975, através de um decreto, a data foi oficializada pela ONU (Organização das Nações Unidas).