CHEGA POUCO CRÉDITO DO GOVERNO PARA MICRO E PEQUENAS GRÁFICAS E DEMAIS SETORES; SE ISSO NAO MUDAR, QUEDA DO PIB SERÁ BEM MAIOR NO BRASIL, DIZ MAIA

O presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse ontem que se o crédito não chegar às micro, pequenas e médias empresas, a queda da economia brasileira vai ser pior do que a projetada para este ano. No setor gráfico brasileiro, 97,1% são de micro e pequeno porte. O Banco Central prevê queda de 6,4% da economia em 2020, devido aos efeitos da pandemia da covid-19. “Os bancos têm renovado o crédito, sem dúvida nenhuma, mas para a pequena, média e microempresa tem chegado pouco dinheiro, e se não chegar, vai representar uma queda na economia maior do que a projetada hoje pelos economistas e vai gerar um volume maior de demandas no Judiciário num segundo momento”, afirmou Maia em Durante evento online promovido pelo jornal O Globo e pelo Instituto Justiça e Cidadania sobre a importância do Judiciário na retomada da economia, Maia disse que é preciso encontrar uma solução para que os recursos cheguem às empresas. LEIA MAIS

FONTE: Com informações do UOL