CIA METALGRÁFICA CONDICIONA ILEGALMENTE A ENTREGA DE CESTAS BÁSICAS DOS GRÁFICOS À AUSÊNCIA DE FALTA NO MÊS

Embora a cesta básica mensal não seja política de incentivo empresarial, mas um dever patronal definido pela Convenção Coletiva de Trabalho dos Gráficos, denúncias ao Sindicato da classe (Sindigráficos) revelam que a regra está sendo descumprida pela Companhia Metalgráfica Paulista em Cajamar. As queixas dizem que não é entregue o benefício ao empregado no mês em que houver falta, mesmo com atestado médico. A justificativa dada pela CIA, segundo as reclamações, é que a cesta é um incentivo para quem não falta. Porém, diferente dos profissionais metalúrgicos do local, tal política não pode ser aplicada com os trabalhadores da litografia, visto que são gráficos e a convenção especifica a obrigatoriedade da entrega de todo jeito.  

A única flexibilidade em relação a cesta básica mensal dos gráficos, de acordo com a convenção, trata da possibilidade da entrega em alimentos ou em um vale-alimentação no valor equivalente ao somatório dos itens alimentícios comercializados nos supermercados próximo da empresa. Os gráficos do local que estiverem se sentido prejudicados com a situação devem procurar imediatamente o Sindigráficos para tratarem do assunto e buscarem um meio amistoso ou não para a resolução da irregularidade.

O Sindigráficos inclusive já tentou contato por telefone com a companhia, mas tem obtido o silêncio como única resposta. O presidente do sindicato, Leandro Rodrigues, já adiantou que a convenção tem força de lei e não pode ser desrespeitada, gostando a CIA ou não. Um passivo trabalhista está sendo gerado toda vez que a empresa nega o direito. Seja qual for o motivo, a cesta básica deve sempre ser dada aos trabalhadores do setor de litografia. O dirigente não sabe explicar sobre a obrigatoriedade em relação aos metalúrgicos, uma vez que eles são regidos por outras regras. Contudo, se solidariza com os profissionais, sobretudo se for confirmada a injustiça de negar cesta básica ao metalúrgico que tiver falta justificável.

Portanto, aos gráficos prejudicados da empresa, o Sindigráficos estará à disposição deles em qualquer horário e local para tratar da cesta básica. “Porém, como a convenção da classe têm de 85 direitos, outros benefícios podem está sendo desrespeitados, a exemplo da Participação nos Lucros e Resultados (PLR), independente de meta atingida”, alerta Odair Thomé, assessor sindical que atua no caso. As questões sobre insalubridade e as condições laborais no geral, a exemplo da saúde e segurança do gráfico no local, são outras demandas que podem e precisam ser debatidas pelos trabalhadores e a entidade representativa da categoria. Sindicalizem-se!