COM BOLSONARO, MERCADO PIORA E BRASIL JÁ TEM MAIS GENTE DESOCUPADA DO QUE TRABALHANDO PELA 1° VEZ NA HISTÓRIA

Aumentou o desemprego, o desalento e a subutilização; e caiu o número de trabalhadores e trabalhadoras ocupados e a força de trabalho. A taxa de desemprego, que ficou em 12,9%, atingindo 12,7 milhões de pessoas, só não foi maior porque caiu a força de trabalho, ou seja, o total de pessoas que estavam trabalhando ou à procura de um emprego. A inoperância e incompetência do governo Bolsonaro responde por uma grande parte dessa situação. A pandemia é a outra. “As medidas tomadas pelo governo para proteger os empregos têm sido bastante limitadas e não cobrem todos os trabalhadores. Pior que isso, tiram direitos. As autoridades da área econômica deveriam estar olhando para esses números, se preparando com propostas para acolher essas pessoas no mercado de trabalho e em políticas de proteção social (agora e) quando a pandemia acabar”, afirma a técnica do Dieese, Adriana Marcolino. LEIA MAIS

FONTE: Com informações da CUT-SP