COM DENÚNCIA REJEITADA, GOVERNO TEMER QUER APROVAR REFORMA DA PREVIDÊNCIA AINDA NESTE ANO

Depois de barrar ontem no plenário da Câmara o prosseguimento da segunda denúncia contra o presidente Michel Temer, o governo retomará as articulações em torno da reforma da Previdência. Segundo o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, o objetivo é aprovar a proposta ainda neste ano no Congresso Nacional. “Queremos aprovar a reforma da Previdência ainda em 2017”, afirmou Eliseu Padilha logo após a Câmara rejeitar a denúncia.

Padilha está entre os denunciados e, com a decisão da Câmara, o Supremo ainda tem de definir o que fazer em relação ao processocontra ele e o ministro Moreira Franco (Secretaria-Geral). Isso porque a acusação contra Temer ficará parada enquanto o presidente estiver no mandato. Mas ainda não há definição sobre quando a denúncia contra Padilha e Moreira poderá ser analisada: se quando eles deixarem os cargos ou se quando Temer deixar o mandato.
A PGR acusou Temer de ter cometido os crimes de organização criminosa e obstrução de Justiça. Padilha e Moreira, de organização criminosa. A procuradoria diz que o grupo do PMDB ao qual eles pertencem atuou em estatais, na Câmara e em ministérios para obter propina. As defesas dos três negam as acusações.
FONTE: Com informações do G1 e foto do Sindipúblicos