CONATIG reforça plantel em busca de enquadramento sindical dos gráficos; Região de Jundiaí será beneficiada

PLANTELApesar de todas as lutas contra as tentativas de retirada dos direitos dos trabalhadores gráficos de forma geral, a exemplo do Projeto de Lei 4330 sobre a terceirização da atividade principal da empresa, e das Medidas Provisórias (MPs) 664 e 665, que tentam reduzir benefícios trabalhistas e previdenciários, a Confederação Nacional dos Trabalhadores nas Indústrias Gráficas (CONATIG) continua firme também noutra frente de batalha – aquele centrada no enquadramento sindical da categoria. Há hoje outras classes profissionais que teimam em retirar dos gráficos os benefícios trabalhistas e salários da categoria, mas a CONATIG não vai vacilar em proteger tais trabalhadores. A entidade acaba de firmar parceria com um dos maiores consultores na área técnica pericial em processos judiciais de enquadramento sindical no setor gráfico brasileiro, a fim de garantir tais direitos das Convenções e Acordos Coletivos de Trabalho da categoria para os gráficos nas indústrias correspondentes ao setor.  A CONATIG contratou Thomaz Caspary. O especialista na área foi consultor da Associação Brasileira de Tecnologia Gráfica (ABTG). A região de Jundiaí será uma das beneficiadas com a nova contratação da CONATIG, em favor da categoria gráfica.

“Duas empresas já estão na mira do novo consultor da CONATIG”, conta Leonardo Del Roy, presidente da entidade de classe. A primeira é da região de Osasco/SP do ramo de processamento de dados, no entanto trabalha com dados variados, segunda entende a Confederação Gráfica, portanto, é do segmento gráfico; enquanto a segunda empresa é do segmento de embalagens da região de Jundiaí/SP. O consultor vai atuar para buscar garantir o direito a gráficos das empresas Print Laser e Graphic Packaging Internacional do Brasil respectivamente. Del Roy acredita que a iniciativa será favorável a toda categoria. Apenas nestes dois enquadramentos sindicais, caso dê tudo certo, cerca de mil trabalhadores passarão a receber os direitos e salários da classe e passarão e ser regidos pelos sindicatos gráficos das suas áreas de abrangência.

Caspary será responsável por elaboração de quesitos técnicos que serão enviados ao Departamento jurídico da CONATIG, com a finalidade de auxiliar a elaboração da estratégica jurídica a ser adotada nos casos citados. Ele também vai traçar diretrizes em conjunto com a área jurídica da Confederação, para verificar a melhor estratégia de ação para cada caso a ser enfrentado. O consultor também vai atuar como perito assistente da entidade sindical,  por ocasião da perícia, elaborando também Laudo de Assistente Perito e, se necessário, contradizendo o laudo do perito Judicial, caso se faça necessário; além de outras questões.

FONTE: CONATIG