CONVITE DA FESTA DO DIA DOS GRÁFICOS COMEÇA A SER ENTREGUE NO SINDIGRÁFICOS A PARTIR DE QUARTA (22)

diadografico1O gráfico filiado ao Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Gráfica de Jundiaí (Sindigráficos) tem direito a receber convites para a festa do Dia dos Gráficos, realizada há muitos anos e que será comemorada este ano no dia 31 de maio, mês em que a entidade sindical completa 55 anos de existência.

O trabalhador pode retirar o convite na sede do Sindicato na cidade de Jundiaí, das 8h às 12h e das 13h às 18h. Os filhos até 17 anos e cônjuge dos sindicalizados também recebem ingressos.

conviteO trabalhador deve mostrar o RG e a carteira de Sócio ao Sindigráficos quando for retirar os ingressos para a festa. O evento será realizado no Sítio São Francisco, localizado na Rodovia Dom Gabriel Paulino Bueno Couto, KM 74,5, em Jundiaí.

A expectativa da organização é de que compareça 3 mil pessoas. Venha e traga sua família! Viva os Gráficos e Parabéns aos 55 anos do Sindicato.

Todo participante terá direito a muito churrasco e bebidas gratuitas. “Uma estrutura especial já está sendo montada para receber o gráfico e a sua família”, antecipa Leandro Rodrigues, presidente do Sindigráficos. Está sendo montado três grandes ambientes, além de toda área campestre livre.

diadografico3A atração principal ficará no galpão onde serão realizados os shows com bandas regionais de pagode, axé, sertanejo e etc. O público adulto também disponível outra área voltada para quem gosta de música mais intimista, a exemplo de MBP, estilo som de “barzinho”. Este espaço está sendo montado no deck do sítio, às margens do lago. A criançada também terá espaço reservado. Uma área especial será montada com a brinquedoteca para a meninada e com muito algodão doce e pipoca.

Os trabalhadores sindicalizados também concorrerão a vários prêmios. Serão sorteados eletroeletrônicos para os participantes no palco principal.

dia do gráficoAlém disso, a direção do Sindigráficos aproveitará a festividade para falar aos gráficos e a seus familiares sobre a tentativa do Congresso Nacional, iniciada pelos deputados federais, de conceder o direito ao empresariado a terceirizar o trabalho gráfico. Com isso, a categoria verá seu salário ser reduzido, assim como retirados os direitos da Convenção e/ou Acordo Coletivo de Trabalho.

A terceirização vai piorar a vida do trabalhador. Os trabalhadores mais antigos de algumas gráficas da região de Jundiaí, na década passada, sofreram na pele o problema da terceirização e não querem mais voltar ao passado. Por esta razão, cruzaram os braços na semana passada contra o Projeto de Lei da Terceirização, aprovado na Câmara dos Deputados no começo do mês. A pressão deve ser em cima dos senadores para barrar esta iniciativa ofensiva aos trabalhadores.

 

Gráficos do Brasil contra terceirização 

TERCEIRIZACAO1Um dia após a aprovação do PL 4330 pelos deputados federais na terça-feira (7), liberando a terceirização para todos os setores dentro da produção, até nas atividades fins de qualquer categoria profissional, a direção da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Indústria Gráfica (CONATIG), composta por sindicatos e federações da classe de todas regiões do País, representando 200 mil funcionários, reuniram-se em São Paulo e decidiram se posicionar contrária ao Projeto de Lei.

Uma ação prática contra o PL será realizada junto ao Senado, instância legislativa por onde o projeto passará após análise final de emendas na Câmara.  A CONATIG interpelará aos senadores para impedir o avanço do PL no Congresso Nacional. A entidade entregará uma carta, expondo efeitos do projeto na precarização do trabalho e na vida do trabalhador, criando dificuldades maiores nas relações trabalhistas e sindicais.

Neste sentido, a fim de garantir a qualidade do documento, a entidade de nível superior dos gráficos tomou o cuidado de elaborá-lo, tomando por base dados estatísticos e posicionamentos de instituições públicas, como a Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra) e o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). Incluiu ainda dados de órgãos com crédito e notoriedade social, a exemplo da Central Única dos Trabalhadores e do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos.

LOG5“Nesta semana, cada senador estará com a posição do setor gráfico contrária ao PL e as nossas justificativas disso”, informa Leonardo Del Roy, presidente da CONATIG. O dirigente aproveita e solicita para que o documento seja divulgado pelas entidades sindicais da categoria, através dos seus instrumentos de comunicação, como site, página no Facebook, e jornais impressos e etc.