CRIME AMBIENTAL DE MINERADORA DEVE SE TORNAR A MAIS MORTÍFERA DE TRABALHADORES DO SÉCULO EM TODO MUNDO

As imagens após o rompimento de três barragens da Vale em Brumadinho (MG) na sexta-feira são registros do maior acidente de trabalho da história do Brasil, e que poderá se tornar o segundo acidente industrial – denominação para desastres de larga escala causados por atividades empresariais – mais mortífero do século 21 em todo o mundo, segundo especialistas e rankings compilados pela BBC News Brasil. Até a noite desta segunda-feira, haviam sido contabilizados 65 mortos, e 279 pessoas estavam desaparecidas, de acordo com as equipes que atuam no resgate de vítimas. Após 72 horas do acidente, as chances de se encontrar pessoas vivas sob a lama são mínimas.

Só serão contabilizados como vítimas de acidente de trabalho os funcionários da Vale, incluindo os terceirizados. Entre os 65 mortos encontrados também há moradores, mas boa parte das pessoas ainda não encontradas é de funcionários da mineradora. Segundo o professor de direito do trabalho na Universidade de Guarulhos (UNG) Gleibe Pretti, o maior acidente registrado no Brasil até então tinha sido o desabamento de um galpão em Belo Horizonte – que deixou 69 mortos em 1971.

FONTE: BBC