DECALCOMANIAS ELIANA TEM ATÉ SEXTA PARA PAGAR QUASE UM SALÁRIO EXTRA EM DÍVIDAS COM OS GRÁFICOS

eliana1

O piso salarial dos gráficos é de R$ 1.414,60 e a Decalcomanias Eliana, no município de Pedreiras na Região Serrana, deve quase este valor em débito com Participação nos Lucros e Resultados (PLR) nos últimos dois anos. A dívida corrigida chega até R$ 1.272 correspondente às PLRs de 2015 e 2016. Cansados da sonegação dos seus direitos, os funcionários denunciaram ao Sindicato da categoria (Sindigráficos). A empresa foi acionada e o seu responsável contábil garantiu efetuar o pagamento do passivo. Porém, como nenhum comprovante de quitação foi enviado à entidade de classe, os sindicalistas aguardam o pagamento e a referida comprovação até  sexta-feira (21). Após isso, a irregularidade será levada para o Ministério do Trabalho em Campinas. Uma ação judicial de cumprimento da lei também está na lista de ações sindicais.

eliana2“Não pagar a PLR é uma grave sonegação, pois afronta a Convenção Coletiva de Trabalho da classe, sendo passível de ação de cumprimento na Justiça do Trabalho, uma vez que a Convenção tem força de lei”, diz o advogado do Sindigráficos, Luis Carlos Laurindo. Portanto, além de ter que pagar toda sua dívida, a empresa terá de pagar os custos e multas pertinentes. O jurista espera que não seja preciso chegar a este nível. O Ministério do Trabalho poderá ser acionado antes. Isso pode provocar fiscalização dentro da empresa com autuação e multas pela falha em questão e por outras decorrentes de possíveis problemas lá existentes.

eliana3“A empresa que faz a contabilidade da Eliana, procurada pelo Sindigráficos em atendimento a orientação da própria dona da Decalcomanias, limitou-se a confirmar que o pagamento seria efetuado no início deste mês, mas ainda não recebemos nenhum comprovante disso”, diz Jurandir Franco, diretor do Sindigráficos. Se até sexta não ocorrer, o Ministério do Trabalho será acionado. O PLR de 2015 e de 2016 são o objeto inicial da cobrança, mas a lista pode crescer se houver mais queixas sobre mais sonegações dos direitos dos gráficos.

A PLR é garantida para o gráfico que laborou no ano anterior. Ou seja, quem trabalhou em 2014 tem direito a recebê-la em 2015; quem trabalhou em 2015 receberá no ano seguinte. O valor é definido pelo quadro de funcionário na empresa. No caso da Eliana, o valor da PLR é de R$ 636. Para quem trabalha deste janeiro de 2014, deve receber duas PLRs (R$ 1.272). “Os funcionários da Decalcomanias e das outras gráficas na Região Serrana passaram a denunciar patrões sonegadores e estão de parabéns, pois assim o Sindicato pode atuar em prol deles”, diz Leandro Rodrigues, presidente do Sindigraficos. Sindicalize-se AQUI e fortaleça a classe.