DELRI DECIDE SE REGULARIZAR APÓS REPERCUSSÃO SOBRE SUSPEITA DE TERCEIRIZAÇÃO NA EMPRESA REDOMA

delri

 Na semana em que foi divulgado no site do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Gráficas de Jundiaí e Região (Sindigráficos) um suposto esquema de terceirização na empresa Redoma, através de funcionários da gráfica Delri, uma representante desta gráfica entrou em contato com o sindicato, informando que não existe terceirização irregular, mas trata-se de uma empresa especializada em acabamento no setor, que presta tal serviço para a Redoma. Contudo, a suspeita se originou porque a Delri funciona dentro do complexo industrial da empresa Redoma e não se encontra enquadrada sindicalmente na categoria gráfica, negando os direitos dos funcionários que, sendo gráficos, devem ser enquadrados.   

“Porém, ao esclarecer o caso e reconhecer de que se tratar de uma indústria do setor gráfico com funcionários irregulares, a Delri agora deve regularizar o piso salarial e os benefícios trabalhistas contidos na Convenção Coletiva de Trabalho do setor, uma vez que ela não estava cumprindo”, pontua Leandro Rodrigues, presidente do Sindigráficos.

Neste sentido, nesta quarta-feira (27), haverá uma reunião entre a Delri e o sindicato para tratar do enquadramento sindical dos funcionários, da adequação imediata das irregularidades e ainda para falar sobre questões relacionadas ao contrato com a Redona, a fim de evitar qualquer possibilidade de terceirização irregular de mão de obra, já que a empresa funciona dentro do complexo industrial da Redoma.

A empresa Delri ao se reconhecer como indústria gráfica, tem, portanto, que se regularizar com base no enquadramento sindical do segmento. O menor salário de um gráfico é de R$ 1.280,40. O trabalhador também recebe cesta-básica mensal, duas parcelas anual de participação nos lucros, auxílio-creche, dentre outros benefícios da Convenção.

“Será mais dinheiro e direitos para os seus funcionários, depois da iniciativa do Sindigráficos”, ressalta Rodrigues. Assim, os sindicalistas mostrarão a Delri todos os deveres que ela tem com seus funcionários. Por telefone, uma dirigente da Delri garantiu que irá regularizar todas as pendências, as quais serão tratadas durante a reunião desta quarta no sindicato.

A suspeita de terceirização na Redoma surgiu porque havia empregados com outra farda e laboravam dentro do complexo industrial da empresa, mas não dentro do mesmo galpão do processo produtivo da Redoma. Foi aí quando se descobriu que era uma outra gráfica, a Delri, que havia alugado um espaço dentro da Redoma, para realizar sua produção, que é especializado somente em acabamento gráfico.

Todavia, verificou-se que os cerca de 12 gráficos da Delri não estavam sendo beneficiados pela Convenção Coletiva de Trabalho do gráfico. “Cenário que mudará, depois das denúncias ao Sindigráficos e a atuação do órgão de classe”, comemora Rodrigues.

 

DOMINGO: É FESTA DOS GRÁFICOS 

diadografico1Tudo pronto para cerca de 3 mil gráficos e familiares curtirem a festa da categoria no sítio São Francisco, em Jundiaí/SP. A festividade será realizada neste domingo (31), a partir das 12 horas. A programação, com muita atração e prêmios, já foi montada. O evento festivo é para o trabalhador sindicalizado. “Será um momento de entretenimento para a categoria, que comemorará os 55 anos de existência do Sindigráficos”, pontua Leandro Rodrigues, presidente da entidade sindical.