DEPOIS DO AUMENTO DA CARNE, GOVERNO PLANEJA MEDIDA ONDE ELEVARÁ O PREÇO DA CESTA BÁSICA

Desde 2004, a partir do governo Lula, produtos como feijão, arroz, pão, leite e queijos são isentos da cobrança de PIS/Cofins, a fim de baixar o preço da cesta básica para a classe trabalhadora. Mas agora o  governo do presidente Jair Bolsonaro estuda acabar com a isenção de impostos sobre produtos da cesta básica. A medida faz parte da primeira etapa da reforma tributária, que deve ser enviada ao Congresso ainda neste ano. Já não basta o preço da carne vermelha que disparou em todo o país. Em são Paulo, por exemplo, o preço do quilo da carne atingiu a máxima histórica de R$ 15,79 nesta segunda-feira (25).  “Se não bastasse o absurdo que esta o preço da carne, Bolsonaro agora quer aumentar os valores dos alimentos básicos do pobre trabalhador. Ele está fechado com os ricos e odeia pobre”, diz Leandro Rodrigues, presidente do Sindicato dos Gráficos de Cajamar, Jundiaí, Vinhedo e Região (Sindigráficos). 
FONTE: Com informações do UOL e JN