DESEMPREGO CRESCEU COM A NOVA LEI DO TRABALHO E MAIS MEIO MILHÃO PERDERÃO O EMPREGO COM A REFORMA DA PREVIDÊNCIA

A Associação Brasileira de Municípios realizou sua assembleia em março e os prefeitos presentes foram unânimes: a reforma da Previdência de Bolsonaro, tal como vem sendo colocada por ele e seus deputados e senadores aliados, prejudicará muito os municípios e as prefeituras, uma vez que o empobrecimento da população, bem como a queda na economia de boa parte dos municípios, principalmente os pequenos e médios provocará não apenas queda na arrecadação como aumento da demanda pelos serviços públicos, especialmente na assistência social. Bolsonaro, no entanto, ignora isso e pode levar a um efeito cascata que aumentaria em mais meio milhão o já elevado número de desempregados no país.
Em um país desigual como o Brasil, os benefícios da Previdência pagos aos trabalhadores rurais, idosos e aos carentes ajudam a sustentar famílias inteiras e são o esteio da economia de milhares de pequenas cidades brasileiras. A redução dos valores pagos pela Previdência teria efeitos arrasadores também para o mercado de trabalho.
FONTE: Com informações da RBA