DEU NO ESTADÃO: BOLSONARO BATE RECORDE EM FECHAMENTO DE INDÚSTRIAS NA DÉCADA. 2.325 A MENOS SÓ EM SEIS MESES DE GOVERNO

“O Estado de São Paulo, maior polo industrial do País, registrou o fechamento de 2.325 indústrias de transformação e extrativas nos primeiros cinco meses do ano. O número é o mais alto para o período na última década e 12% maior que o do ano passado, segundo a Junta Comercial”, aponta reportagem do Estado de S. Paulo, de domingo. O apoio da Federação das Indústrias de São Paulo, comandada por Paulo Skaf, que colocou nas ruas seu pato amarelo, ao golpe de 2016, foi um tiro no pé dos industriais paulistas. O problema é que são os trabalhadores os mais afetados com o desemprego. E, apesar disso, Bolsonaro ainda defende que é preciso tirar o direito dos que continuam trabalhando.

“Enquanto já é o presidente do Brasil campeão no fechamento de indústrias em uma década, Bolsonaro, no seu discurso, defende ‘mais emprego e menos direitos’. Portanto, como na prática só promove o desemprego com a extinção de centenas de indústrias e com a falta de medidas econômicas de desenvolvimento, ele quer mesmo é só tirar mais direitos de quem continua trabalhando. Gráficos, é tempo de abrir os olhos e a cabeça, perceber que foi enganado ou que se autoenganou e partir conosco em defesa de seu emprego, de seus direitos, de seus salários e das suas condições de trabalho e de vida”, alerta Leandro Rodrigues, presidente do Sindigráficos.

 

FONTE: Com informações do Estadão, do Plantão Brasil (inclusive na ilustração)