DIANTE DO COVID-19, LITOBAND PRORROGA ACORDO COLETIVO ONDE MANTÉM 80% DOS GRÁFICOS EM CASA TODO SÁBADO E DOMINGO

Além da concessão de férias de alguns gráficos de maior vulnerabilidade ao coronavírus e a permissão do trabalho domiciliar dos empregados dos setores comercial e de televendas, a Litografia Bandeirantes (Litoband), em Jundiaí, acaba de prorrogar por três meses o acordo coletivo com o Sindigráficos sobre a jornada de trabalho dos empregados da empresa. O acordo garante que a maioria dos 73 funcionários fiquem afastados do serviço por dois dias seguidos, atuando de segunda à sexta. Só 20% dos gráficos continuarão a trabalhar nos sábados, mas somente de 15 em 15 dias. O acordo também mantém a homologação da rescisão contratual pelo sindigráficos, conferindo a inclusão e pagamento de todos os direitos.  

A empresa comunicou ao Sindicato que a decisão foi tomada em atenção aos seus trabalhadores diante deste cenário de pandemia do coronavírus. Dessa forma, estendeu por mais três meses a validade do referido acordo bianual, que acabaria agora no início de abril. A última renovação foi em 2018, quando houve a melhoria na jornada de trabalho, como também a inclusão da obrigatoriedade da homologação da rescisão pelo sindicato. A entidade também pleiteava a inclusão do feriado do Dia dos Gráficos (sete de fevereiro), demanda que não foi aceita pela empresa na ocasião.

O Sindigráficos classifica a posição da LitoBand quanto à prorrogação do acordo como positiva. “A empresa levou em conta essa situação anormal e de gravidade sanitária e econômica diante da pandemia, a qual poderia levar a um tempo superior das negociações para a renovação do acordo, e assim, poderia provocar um prejuízo dos gráficos enquanto a situação não fosse finalizada”, realça Leandro Rodrigues, presidente do Sindicato.  De início, a prorrogação anunciada pela empresa será de três meses. Até lá, se possível e a empresa estiver aberta, o sindicato está à disposição para as tratativas definitivas para o novo acordo coletivo sobre a questão.

O reconhecimento sindical à LitoBand também se estende pelas medidas tomadas para reduzir o número de trabalhadores na empresa através de férias aos gráficos de risco e aos que foram colocados em home-office. A gráfica também levou em conta a redução do transporte público na cidade e dobrou o tempo de tolerância de entrada dos empregados no começo do expediente. O prazo elevou de 15 minutos para meia hora. A condição de flexibilidade foi colocada para todos os empregados de qualquer turno. O Sindicato aproveita a situação da pandemia e pede aos trabalhadores que se somem aos gráficos unificados através da sindicalização. “Apenas juntos, sindicato e gráficos, podem ser fortes. Associe-se”, fala Leandro.