EM MAIS DE UM ANO NA PRESIDÊNCIA, TEMER GASTA MAIS QUE DILMA E GERA MAIOR ROMBO NAS CONTAS EM 21 ANOS

As contas do governo Temer registraram um déficit primário de R$ 56,09 bilhões no primeiro semestre deste ano, informou a Secretaria do Tesouro Nacional nesta quarta-feira (26). Foi o pior resultado para o primeiro semestre desde o início da série histórica, em 1997. Até então, o maior déficit para esse período havia sido registrado em 2016, quando Temer e Dilma dividiram o comando da Presidência do Brasil.  Porém,  agora sozinho este ano, Temer além de ser o detentor do título do maior déficit do 1º semestre nestes últimos 21 anos, ele também é o maior gastador em comparação ao período passado. 

O resultado primário considera apenas as receitas e despesas e não leva em conta os gastos do governo federal com o pagamento dos juros da dívida pública. De acordo com o Tesouro, as receitas totais recuaram 1,2% em termos reais (após o abatimento da inflação). As despesas, porém, aumentaram 0,5% na comparação com os seis primeiros meses do ano passado, para R$ 604,27 bilhões.

FONTE: Com informações do G1