EM NEGOCIAÇÃO COM NOVA FLEX, SINDICATO GARANTE INÍCIO DO PAGAMENTO DO FGTS PENDENTE DOS GRÁFICOS DO LOCAL

Com o fim do Ministério do Trabalho pelo governo atual, a importância do sindicato de trabalhadores na organização da categoria em proteção aos respectivos salários, direitos e condições laborais só tende a aumentar. É o que acaba de acontecer para os gráficos da Nova Flex em Itupeva.  Se não fosse a ação do sindicato da classe do local (Sindigráficos), o FGTS continuaria com pendências. Há meses, o órgão monitora e tem cobrado da empresa o recolhimento do direito não quitado em um período de 2017. Felizmente, após uma negociação com a gráfica no final do último ano, todos empregados começaram a receber o passivo a partir do mês atual.

Pelo acordo firmado, agora em janeiro, os trabalhadores receberam uma parte do FGTS em atraso. “E até maio, o empresário se comprometeu em concluir todos os recolhimentos em aberto”, conta Jurandir Franco, diretor do Sindigráficos. O sindicalista fala que ficará restando somente mais dois meses de recolhimento não efetuados nos dois últimos meses de 2017. A entidade continuará acompanhando a situação até tudo ser resolvido.

A atuação sindical também garantiu que a empresa quitasse todo passivo do FGTS com os trabalhadores que foram demitidos mais recentemente. Jurandir conta que a Nova Flex pagou todos os meses que estavam sem o devido recolhimento. Porém, caso haja algum gráfico que não recebeu, ele deve procurar o sindicato que buscará resolver quaisquer pendências.

O Sindicato pede ainda aos trabalhadores ativos no local para informarem em caso do descumprimento do acordo de quitação nos próximos meses. O momento político do país, constituído por medidas contra o trabalhador, demanda uma maior unidade da classe em torno do sindicato de modo a buscar evitar prejuízos sobre os direitos trabalhistas. Assim, a denúncia do gráfico à entidade da classe sobre qualquer irregularidade da empresa precisa vir acompanhada de unidade e participação dos empregados.

É preciso lembrar que não há mais Ministério do Trabalho. O gráfico agora precisa criar as suas formas de proteção aos direitos, ou fortalecer o meio já eficiente em Cajamar, Jundiaí, Vinhedo e região, em torno do sindicato. Portanto, é urgente a sindicalização dos gráficos da NovaFlex à entidade, bem como das demais gráficas, para fortalecer a atuação sindical no local. SINDICALIZE-SE AQUI E AGORA. Juntos, somos sempre mais fortes!