EMPRESA RECÉM-CHEGADA ONDE 25% DOS GRÁFICOS JÁ SÃO SINDICALIZADOS FORMA 1ª COMISSÃO CONTRA CONDIÇÕES DE RISCO NO TRABALHO

Em poucos meses da instalação e operação da filial da gráfica Esdeva em Cajamar, 25% dos trabalhadores já decidiram se associar ao Sindicato da classe (Sindigráficos). Reconheceram o papel da entidade na proteção do emprego, salário, direitos e das condições laborais. Em parceria com a empresa, o sindicato ajudou trabalhadores na recolocação do mercado profissional com o envio de currículos para a localidade. Ainda apresentou para a empresa a Convenção Coletiva de Trabalho da classe, com direitos superiores à CLT, que estão sendo cumpridos desde 2019. O Sindicato também está atento com a saúde e a segurança de todos. Assim, busca formalizar um acordo de jornada de trabalho. E também se preocupa com as condições laborais dos gráficos no cotidiano do serviço. Já participou até da eleição da 1ª Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa).  

“Em seis meses de funcionamento no local onde foi a gráfica Metropint, a Esdeva tem se destacado no mercado gráfico paulista. Ampliou o quadro de profissionais de 20 para 139. E busca continuar crescendo. A empresa demonstra boa-fé na relação com os trabalhadores e o sindicato. Aceitou inclusive o currículo de profissionais enviados pelo órgão. Os gráficos do local também têm demonstrado o reconhecimento da ação do sindicato. Um terço do total de trabalhadores estão sindicalizados e a entidade atua para que aumente”, fala Leandro Rodrigues, presidente do Sindigráficos.

Recentemente, por exemplo, o sindicato participou da criação da primeira Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa) da planta da Esdeva em Cajamar. A gráfica é mineira. Sua matriz é no estado de Minas Gerais. “Com a permissão da empresa, acompanhamos o processo eleitoral para escolha dos trabalhadores titulares e suplentes, membros da 1ª comissão”, informa Leandro. A eleição foi realizada na unidade de Cajamar. O Sindigráficos também acompanhou todo o processo de apuração dos votos dos trabalhadores.

“Foi um processo democrático e transparente onde a Esdeva promoveu para que os trabalhadores escolhem os seus representantes na Cipa. Não houve obstáculos para a nossa participação. Tudo transcorreu dentro da normalidade e legalidade”, conta Odair Thomé, assessor do sindicato que fiscalizou a votação e apuração do voto dos 139 gráficos.  Eles elegeram Antônia Vicente, Claudio Silva e Cícero Aguiar  (titulares), e Cleidson Almeida, Bruno de Lima e Wagner Figueiredo (suplentes).

Leandro Rodrigues, presidente do Sindigráficos, parabeniza os cipeiros eleitos e a Esdeva pela realização do processo eleitoral onde permitiu a criação da 1ª comissão de trabalhadores e representantes da empresa voltada à redução das condições de risco laboral e acidentes no trabalho. A fim de melhorar a qualidade de vida do gráfico na Esdeva, o sindicato também busca um acordo no local para qualificação da jornada semanal. “Nossa luta sempre será pelo emprego com qualidade. Isso significa dizer o trabalho com todos direitos e melhores condições laborais”, diz Leandro.