FESTIVAL DE FUTEBOL DOS ASSOCIADOS DO SINDIGRÁFICOS SERÁ REALIZADA NA ARENA EM JUNDIAI NO 2º DOMINGO DE DEZEMBRO

Os gráficos sindicalizados e aqueles que se associarem ao Sindicato da classe (Sindigráficos) até o fim do mês poderão participar do novo festival de futebol da categoria. O evento esportivo e confraternização entre todos os sindicalizados interessados será realizado no 2º domingo de dezembro (9/12), a partir das 9h, no espaço Arena na cidade de Jundiaí. É preciso se inscrever até o fim do mês. O time deve ter de sete a 12 sindicalizados. As equipes podem ser formadas por gráficos da mesma empresa ou com profissionais de várias empresas. Pode haver mais de um time da mesma empresa. A única obrigação é que todos empregados sejam associados.

A Arena fica na avenida Frederico Ozaran, 4444, em Jundiaí, no sentido Max Shopping, ou do C&C Matérias de Construção. A Arena fica em frente do Atacadão. No dia do evento, o espaço será exclusivo para os jogos e para a confraternização dos participantes. Por esta razão, a direção do sindicato resolveu adiar do 1º para o 2º domingo de dezembro. O lugar ainda é mais central do que em Várzea Paulista, onde foi realizada a atividade na adição anterior. “As partidas serão no formato festival, sobrando mais tempo para o lazer entre os participantes. Neste formato, haverá confrontos diretos e ganha troféu quem vencer a partida”, fala Leandro Rodrigues, presidente do Sindicato.

Além da luta diária em defesa dos direitos da categoria, o sindicato realiza atividades recreativas para os sindicalizados na programação anual, a exemplo do Bingo das Mulheres em março e do Festival de Futebol no fim do ano. No futebol, ao longo e depois das partidas, um churrasco e bebida animam os gráficos associados na atividade também de confraternização.   “É sempre um importante momento de lazer para todos os sindicalizados que fortalecem o sindicato para continuar defendendo o direito da classe. Também é uma oportunidade de troca de ideias, de críticas e sugestões para as atividades do Sindigráficos para o ano seguinte”, realça Leandro.

A unidade e organização da classe em torno do sindicato torna-se ainda mais que indispensável para a proteção de seus direitos e condições de trabalho diante do anúncio de Bolsonaro referente ao fim do Ministério do Trabalho – único órgão federal responsável por fiscalizar maus patrões. Portanto, aumentará a importância da unidade dos trabalhadores para a construção de uma autopreservação e proteção do emprego com direitos. Associe-se AQUI. Juntos, somos sempre mais fortes. Fique Sócio AQUI.