FOUR88 COMUNICAÇÃO VOLTA AO RADAR DO SINDICATO APÓS NOVAS DENÚNCIAS DE GRÁFICOS SOBRE IRREGULARIDADES

Meses depois das primeiras reclamações de empregados sobre possíveis falhas da empresa Four88 Comunicação no cumprimento do piso salarial da classe e na distribuição da cesta básica mensal, o Sindigráficos recebe novas denúncias. Desde vez, as queixas apontam problemas no depósito do FGTS dos trabalhadores. E, diferente das reclamações iniciais, agora os profissionais revelaram o local onde está instalado o galpão da gráfica que ainda não se encontra enquadrada sindicalmente como uma gráfica. A empresa fica na rua Ernesto Pincinato 275, Jardim Quintas das Videiras em Jundiaí, próximo do cemitério Parque dos Ipês, no Jardim Alvorada.

“Já somos até o local e a Four88 Comunicação realiza serviços gráficos, de acordo com informações da vizinhança e dos próprios trabalhadores. Portanto, se faz tais atividades econômicas, a empresa trata-se de gráfica e deve classificar os seus trabalhadores enquanto gráficos, estando eles protegidos pela nossa convenção coletiva de direitos e salário”, explica o presidente do Sindicato da categoria na região, Leandro Rodrigues.

O passo seguinte da entidade sindical é notificar o dono da Four a respeito da situação irregular relativa ao enquadramento sindical dos profissionais da empresa. Ou seja, classificar os trabalhadores do local como gráficos para que possam receber também os plenos direitos como da categoria. Todo gráfico da região é protegido por uma convenção que hoje tem mais de 80 direitos. Dentre eles, um piso salarial superior a R$ 1,6 mil, uma cesta básica mensal e uma Participação nos Lucros e Resultados (PLR).

“Se os trabalhadores do local quiserem isso e muito mais, poderemos já começarmos esta luta junta à empresa com todos. Para isto, basta que se unifiquem ao Sindigráficos. Sindicalizem-se AQUI. Juntos, a entidade sindical poderá iniciar a defesa legal dos interesses individuais e coletivos dos trabalhadores da Four88 Comunicação, como a Constituição Federal garante”, destaca Leandro. Afinal, lembra o dirigente, trabalhador gráfico é todo aquele que realiza atividades de impressão em qualquer suporte por quaisquer tecnologias, bem como nas etapas produtivas anteriores e/ou posteriores, a exemplo da pré-impressão e do acabamento gráfico.