GRÁFICA CRM QUASE DOBRA VALE-ALIMENTAÇÃO E OUTRAS CINCO EMPRESAS JÁ SINALIZAM AUMENTAR

crm1O movimento pelo cumprimento da convenção coletiva dos gráficos em defesa do valor correto do vale-alimentação atrelado ao preço dos itens da cesta básica continua trazendo bons resultados para a categoria em Jundiaí e Região. Mais uma gráfica, após denúncia dos trabalhadores e da pressão do Sindicato da classe (Sindigráficos), acaba de oficializar o reajuste do benefício. O dono da Gráfica CRM, em Jundiaí, anunciou que aumentou o vale de R$ 65 para R$ 116,11. Nos próximos dias, mais cinco gráficas, em Valinhos, devem anunciar também o reajuste após a cobrança dos sindicalistas. São elas: Tecnocorte, Roma Clicheria, Art Brasil, VR e Smart. Todas já foram notificadas para a necessidade do reajuste com base na regra da convenção da categoria: o valor do vale deve dar para comprar todos os produtos da cesta nos supermercados locais. Os sindicalistas passaram a pesquisar o valor médio da cesta básica e divulgar nos meios de comunicação do órgão. Os gráficos, por sua vez, passaram a denunciar a empresa que paga o valor defasado.   

crm2“O valor médio dos produtos da nossa cesta básica nos supermercados do município de Valinhos é de R$ 137,54”, alerta Valdir Ramos, diretor do Sindigráficos. A pesquisa foi realizada no último dia 6. O assunto será tema de discussão entre o sindicalista e as empresas Tecnocorte e Roma Clicheria, que pertence ao mesmo grupo econômico, já que elas estão pagando apenas R$ 75.

crm3Outro grupo de empresas com valores  abaixo das regras da convenção é a Art Brasil/VR/Smart. Todas estão pagando R$ 70. “O grupo foi sinalizado de que o valor do vale está defasado e precisa reajustar. Já apresentamos nossa pesquisa”, diz Jurandir Franco, diretor do sindicato.  O grupo empresarial fará o reajuste a partir do próximo mês. Aumentou para R$ 95 o vale-alimentação  e ainda garante a refeição dos gráficos (almoço/jantar). O somatório da vale com a refeição chegará a R$ 260.

crm4“Desde março, depois de iniciarmos este movimento, fazendo pesquisa dos preços nos supermercados, divulgando para os conhecimento de todos os trabalhadores e cobrando dos empresários o cumprimento da convenção, com plena participação dos trabalhadores, que têm entrado nesta luta conosco, estamos garantindo o êxito da ação. Juntos, sempre somos mais fortes”, diz Leandro Rodrigues, presidente do Sindigráficos. Os trabalhadores que continuam recebendo vale-alimentação defasado devem denunciar AQUI ao Sindigráficos. O dirigente lembra ainda que para evitar problemas diante da alta inflação dos preços, o ideal é trocar o benefício do vale-alimentação pela distribuição da cesta básica, a qual deve ter a quantidade e a qualidade dos itens definidos pela convenção.