GRÁFICO QUE SACAR FGTS EMERGENCIAL PERDE DINHEIRO. RETIRE SOMENTE SE FOR UMA URGÊNCIA, ORIENTA SINDICATO

“Se puder deixar o dinheiro no fundo é melhor, porque além de render mais do que outros investimentos, não tem cobrança de IOF [Imposto sobre Operações Financeira] e não tem incidência de Imposto de Renda”, recomenda Adriana Marcolino, do Departamento Intersindical de Estatística e Estudo socioeconômicos (Dieese). A queda da taxa básica de juros (Selic), para 2,25% ao ano tornou o rendimento do FGTS, que é de 3% ao ano, teoricamente mais vantajoso que outros investimentos, como poupança e CDB, por exemplo, explica a técnica. O fundo, diz ela, ainda conta com a divisão de 100% dos lucros do FGTS, que no ano passado fez com que o rendimento chegasse a 6,2%. “É vantagem sacar somente se o trabalhador estiver precisando do dinheiro para complementar renda, o orçamento familiar ou enfrentando necessidades básicas por causa da pandemia”.
O saque emergencial do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) no valor máximo de R$ 1.045, ‘autorizado’ pelo governo de Jair Bolsonaro (ex-PSL) como medida para enfrentar os impactos econômicos da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), tem de ser avaliado com cautela pelos trabalhadores e trabalhadoras com carteira assinada que têm direito.
FONTE: Com informações de CUT