GRÁFICOS ANTECIPAM 2ª PARCELA DO REAJUSTE SALARIAL E EXIGEM NOVO PLANO DE SAÚDE E PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS

1

Os gráficos da Emepê, em Vinhedo, mesmo com plano de saúde grátis e jornada de trabalho semanal menor de 41 horas, fruto de antigas lutas,  participaram ativamente das assembleias contra o novo ataque patronal durante a campanha salarial 2016, lideradas pelo sindicato da classe (Sindigráficos). Com isso, conseguiram reduzir o período de defasagem do salário com o parcelamento definido na nova Convenção Coletiva de Trabalho da categoria, onde estabeleceu a 1ª em novembro (5%) e a 2ª sobre o salário em março/17 (3,33%). Terão a 2ª parcela já no próximo mês. Os funcionários junto com o Sindicato já estão inclusive com outras reivindicações em processo. Já houve a abertura sobre um novo plano de saúde e haverá uma reunião em janeiro sobre a forma e os valores relativos à participação nos lucros e resultados no local. Também está em negociação o novo acordo para manter a jornada e o Dia do Gráfico.

2O complemento do reajuste salarial já começa a partir do 1ª dia do novo ano e não em março. Este foi um dos benefícios da reação dos gráficos da Emepê. Também conseguiram uma abertura para mudança do plano de saúde Intermédica para o Unimed – antigo convênio dos funcionários até parte de 2015. A empresa aceitou a migração. Pelos termos postos pela gráfica, ela continua pagando 100% do valor do plano Intermédica para gráficos e família (R$ 105 por vida). E para aqueles que desejam mudar, face as críticas à rede de atendimento, ela garante pagamento da maior parte (R$ 105) e o empregado fica responsável pelo restante.

4“O plano de saúde na Emepê, infelizmente, ainda não é concedido para a maioria da classe nas demais gráficas, pois não está na convenção. Só com grande mobilização da classe na próxima campanha isso possa ocorrer”, alerta Leandro Rodrigues, presidente do Sindigráficos Jundiaí.

3Um novo plano de participação nos resultados da empresa aos gráficos também está sendo questionado na Emepê. A empresa inclusive ficou de estudar e apresentá-lo após questionamentos na edição deste ano do benefício. “Já há três anos que recebem valores acima dos definidos da PLR da convenção, porém, os valores poderiam ser ainda maiores se estabelecido um factível Programa de Participação nos Resultados com metas tangíveis e funcionando como determina a lei”, diz Valdir Ramos, diretor sindical. Uma reunião foi agendada para o começo de janeiro/17, para definir o programa ou um valor maior relativo a PLR da convenção.

Todos os gráficos da Emepê também têm direito ao Dia do Gráfico como feriado e a uma jornada de trabalho semanal de 41 horas através de um acordo coletivo de trabalho. “O Sindigráficos iniciou as negociações para a renovação destes direitos”, fala Jurandir Franco, diretor do sindicato.