GRÁFICOS E DEMAIS TRABALHADORES PARALISAM CASA MOEDA CONTRA INTRANSIGENTE REDUÇÃO DOS DIREITOS

Cerca de 1.900 funcionários da Casa da Moeda fizeram, nesta segunda-feira (3), uma paralisação de 24 horas. É um novo protesto de trabalhadores que tem origem na negociação do acordo salarial de 2019. Funcionários afirmam estar desde dezembro sem receber salário devido a mudanças no calendário de pagamento. Dizem também trabalhar desde 1º de janeiro sem seguro de vida, pedem o retorno do vale-alimentação e queixam-se que o desconto para plano de saúde passou de 10% para 50%.

Segundo o sindicato, o movimento teve adesão total no primeiro turno de fábrica, que opera de meia-noite às 8h. No segundo turno, que é das 8h às 16h, a adesão teria sido praticamente total. A expectativa é que se repita das 16h à meia-noite, período de funcionamento do terceiro turno. A partir daí, os trabalhadores entrarão em estado de greve.

FONTE: Com informações da FolhaSP