GRÁFICOS DA LOG&PRINT E DA JANDAIA CRUZAM OS BRAÇOS CONTRA O FANTASMA DA TERCEIRIZAÇÃO

JANANCerca de 500 trabalhadores de duas importantes gráficas da Região de Jundiaí, no interior de São Paulo, cruzaram os braços e aderiram ao movimento de paralisação nacional contra o PL da Terceirização.

JANDAIA1Na quarta-feira (15), funcionários de dois turnos da empresa LOG&PRINT, localizada em Vinhedo e que é responsável por produzir as revistas Época e IstoÉ, entraram no movimento puxado pelo Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Gráfica de Jundiaí (Sindigráficos). No outro dia, os gráficos do 2º turno e alguns do 1º turno da empresa Jandaia, situada em Caieiras, uniram-se a nobre causa da classe contra o terrível fantasma da terceirização nas atividades fins do setor gráfico, bem como em qualquer outra categoria.

Esse projeto foi aprovado por deputados federais na semana passada. A terceirização vai baixar salários, retirar direitos e diminuir a força do sindicato para defender os trabalhadores. O projeto será avaliado pelo Senado depois que a Câmara dos Deputados terminar de analisar as emendas ao PL.

Por esta razão, a fim de pressionar os políticos a barrar o avanço desse projeto, o movimento sindical paralisou o trabalho de várias categorias pelo Brasil. A ação foi liderada pela Central Única dos Trabalhadores, entidade a qual o Sindigráficos é filiado.

JANDAIA2“Os gráficos da LOG&PRINT e da Jandaia deram uma lição de cidadania e consciência de classe”, parabenizou Leandro Rodrigues, presidente do Sindigráficos.

Estas foram as únicas gráficas do Brasil que, através dos funcionários, mostraram disposição de luta para paralisar por algum tempo a produção das empresas e se posicionarem contrários ao projeto de terceirização, que os deputados querem empurrar por goela abaixo na classe trabalhadora.

O dirigente conta que as 13 impressoras da LOG&PRINT ficaram todas paradas por quase uma hora. Isso tem um impacto grande. Já na Jandaia as máquinas ficaram paradas por tempo menor. Ele lembra que a terceirização é uma chaga que não pode ser legalizada e todos os gráficos precisam reagir também.

A terceirização vai contribuir para o empresariado reduzir o custo de produção às custas da retirada de direitos trabalhistas das Convenção e Acordos Coletivos de Trabalho, bem como baixar os salários, por meio da contratação de empresa para terceirizar todo o setor produtivo, da pré-impressão até o acabamento, incluindo até mesmo a impressão.

LOG2Os trabalhadores da LOG&PRINT e da Jandaia conhecem de perto o problema da terceirização. Entre os anos 2003 e 2007, havia esta prática dentro dessas empresas e os trabalhadores sofreram muito com isso. Eles não querem que este fantasma volte.

“Foram quatro anos de muita luta, quando assumimos a direção do Sindicato, para garantir a contratação dos empregados que eram terceirizados. Tinha uns 200 na LOG&PRINT e uns 60 na Jandaia.

“Foram muitas ações sindicais com os trabalhadores para acabar com isso. No entanto, com o PL da Terceirização no Congresso, o fantasma pode voltar e é real”, alertou Rodrigues durante as atuais paralisações com os trabalhadores.

JANDAIA3O movimento contou com o apoio de sindicalistas ligados aos Alimentícios de Jundiaí, e aos Sindicatos dos Servidores de Jundiaí e de Itupeva. Contou ainda com o apoio da assessoria do vereador Paulo Malerba (PT).

O dirigente aproveita para agradecer a todos pela participação, mas destaca sobretudo a unidade e a participação maciça dos trabalhadores gráficos nas paralisações.

 

CARTA DO SINDIGRÁFICOS AOS TRABALHADORES

LOG4Desde 1º de março, estamos alertando os trabalhadores sobre a retomada da ofensiva patronal que em conjunto com os deputados bancados por eles, retomaram a tramitação do PL4330. No dia 7 de abril, fomos a Brasília junto com a CUT e a CTB, na tentativa de convencer os deputados patronais que este projeto é extremamente nocivo para a classe trabalhadora. 

Fomos recebidos a base de porrada, bombas de efeito moral, spray de pimenta e bala de borracha pela polícia, a mando do Eduardo Cunha Presidente da Câmara de Deputados. Enquanto isso o Paulo Skaf foi recebido com cafezinho. Vale lembrar que a só os patrões é quem ganham com a terceirização. 

Para os trabalhadores o que sobra é:

REDUÇÃO DE SALÁRIOS;

FIM DO 13º;

FIM DAS FÉRIAS REMUNERADAS;

FIM DO FGTS;

FIM DO SEGURO DESEMPREGO;

E O AUMENTO DOS ACIDENTES DE TRABALHO.
LOG5Aqui na LOG&PRINT e na JANDAIA conseguimos depois de muita luta acabar com este tipo de contrato de trabalho. Lembram da Speed Art e da Interpack. Se este projeto for aprovado no senado, a empresa poderá terceirizar todos os setores, da Pré-Impressão ao acabamento. Com isso os trabalhadores terão grandes prejuízos nos salários, e diminuição de direitos, além de aumentarem os problemas referentes a saúde e segurança no trabalho.

Não caiam neste discurso que a Força Sindical e os partidos ligados aos patrões estão fazendo, dizendo que estão regularizando a vida de 12 milhões de trabalhadores. Na realidade estão é abrindo as portas para que mais de 40 milhões de trabalhadores também possam ser terceirizados. Aumentando assim o lucro dos patrões e retirando direitos, e o couro dos trabalhadores.