GRÁFICOS DO CIRCUÍTO DAS ÁGUAS PROTEGIDOS PELO SINDIGRÁFICOS, COMO OS GRÁFICOS DA FERRARESSO

agua1

Apesar da distância da região do Circuito das Águas, que reúne cidades como Pedreira, Amparo e Serra Negra, o Sindicato dos Gráficos de Jundiaí (Sindigráficos) mantém a defensa cotidiana dos trabalhadores nas empresas da localidade. E os cerca de 200 empregados de gráficas e jornal dessa região sentem que podem contar sempre com a atuação dos sindicalistas em suas defesas. Eles costumam acionar o sindicato através de denuncias das irregularidades quando surgem nas empresas, que, de imediato, apura a reclamações e buscar resolver a questão com o patrão. Foi isso, por exemplo, que acabou de ocorrer na gráfica José Ivo Ferraresso, em Pedreira, que deixou de pagar a primeira parcela do benefício da Participação dos Lucros e Resultados (PLR) dos seus gráficos até o dia 5 de abril. Antes mesmo do mês terminar, a empresa pagou a todos os empregados frente ao monitoramento e a cobrança do Sindigráficos. Outro exemplo vem dos empregados da Gráfica Pedreira, em cidade de mesmo nome, onde várias lutas já foram travadas, o que fez com que os trabalhadores se sindicalizem, por entender que ficam mais protegidos, visto que o patrão sabe que o sindicato fica bem perto.

agua3“O gráfico precisa ficar vigilante, assim como o sindicato, independente da situação atual, seja quando o patrão cumpre com os seus direitos, e principalmente para lutar quando ele comete irregularidade. Foi isso que o Sindigráficos e os gráficos da Ferraresso fizeram”, diz Jurandir Franco, diretor do sindicato, parabenizando os trabalhadores pelas denúncias, o que garantiu a atuação sindical para então corrigir o problema no local.

agua4No entanto, o dirigente lembra aos trabalhadores da Ferraresso, assim como os demais gráficos da região do Circuito das Águas, que também é preciso se sindicalizarem. O sócio fortalece a categoria e se mantém protegido ao garantir o sindicato firme para continuar atuando em deseja de todos, assim como já fez gráficos da Pedreira. Sindicalize-se AQUI!

agua2Apesar da forte atuação em defesa dos gráficos dessa região, o número de sindicalizados ainda é baixo se considerar o protagonismo sindical no local, como pode ser visto no caso da Ferraresso.O maior quantitativo de gráficos desta região fica na cidade de Pedreiras, com cerca de 130 trabalhadores em quase 20 empresas. O município de Amparo possui cerca de 60 trabalhadores em quase 10 gráficas e há ainda os gráficos do Jornal Serrano da cidade de Serra Negra. “Esperamos poder ajudar a todos quando diante de qualquer irregularidade patronal, mas também contamos com todos nos quadros de associados ao sindicato em prol de cada um dos 6,3 mil trabalhadores gráficos protegidos por nosso órgão de classe”, diz Marcelo Sousa, dirigente do Sindigráficos, bem como o presidente da entidade, Leandro Rodrigues. Juntos, somos mais fortes!