HOJE ACABA PRAZO PARA INSCRIÇÃO DE TIMES DE GRÁFICOS NO 8º TORNEIO DE FUTEBOL SOCIETY

fut0 fut1

No próximo domingo (6) será realizado o tradicional Torneio de Futebol Society dos Trabalhadores Gráficos de Jundiaí e Região, realizado pelo órgão de classe (Sindigráficos), no Dedbool, em Várzea Paulista. Este ano será a 8ª edição do evento esportivo, que visa estimular o lazer e muita integração entre os gráficos das empresas do setor. O interessado em participar desta confraternização da categoria deve ser gráfico e está sindicalizado, assim como todos os integrantes do time. A equipe pode variar de seis a 10 jogadores, os quais podem ser formados por funcionários de uma ou mais gráfica. Os trabalhadores têm até hoje para efetuarem a inscrição da sua equipe na sede do Sindigráficos, em Jundiaí, ou pelos telefones (11-4492-9020/4521-2163), ou ainda pelo e-mail (contato@sindigraficos.org). Não perca tempo e participe conosco.

fut2“O torneio será realizado no sistema de confronto direto e os vencedores de cada jogo receberão troféu”, explica Valdir Ramos, um dos diretores do Sindigráficos responsável pelo evento esportivo. Ou seja, depois de catalogadas todas as equipes inscritas até hoje, serão sorteados para cada equipe seus adversários. O sorteio será realizado na quarta-feira (2), às 19h, na sede do Sindicato. Os representantes dos times podem acompanhar o processo. Os vitoriosos dos jogos ganham os troféus.

Além dos jogos, todos os jogadores terão direito à cerveja e churrasco, além de muita música e alegria. “Convidamos todos os sindicalizados para inscreverem sua equipe e participarem conosco do nosso torneio”, chama o presidente do sindicato, Leandro Rodrigues. O dirigente explica que o objetivo do evento é proporcionar uma confraternização da classe que contribui político e financeiramente com seu sindicato, bem como proporcionar para eles maior integração e oportunizar a troca de ideias entre todos os presentes.

fut4O Sindigráficos ainda aproveitará para avaliar junto com a categoria a campanha salarial que acabou há poucos dias, garantindo a manutenção dos direitos pré-existentes na Convenção Coletiva do Setor e o reajuste salarial de 10,33%, sendo 7% retroativa a novembro e 3,11% em março de 2016. A campanha foi marcada pela atual crise financeira, desemprego e ofensiva patronal contra direitos. Os empresários queriam retirar a PLR, rebaixar o piso salarial de parte da categoria, além de diminuir o valor do adicional noturno e muito mais.