JORNADA SEMANAL MENOR E BENEFÍCIOS AOS GRÁFICOS NOS ÚLTIMOS 14 ANOS CONSOLIDARAM PROGRESSO DA EMEPÊ

Nesta quarta-feira (4), gestores da Emepê, gráfica situada em Vinhedo, reúnem-se com sindicalistas da categoria (Sindigráficos) para tratar da renovação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) referente a jornada de trabalho dos empregados da empresa. O acordo, que vence no próximo mês, tem sido renovado a cada dois anos ao longo dos últimos 14 anos, mesmo que por mais de uma vez, em vários períodos, a gráfica tentou retirar o ACT, sendo rejeito pelo sindicato e pelos trabalhadores, mantido  através de muita luta, sobretudo nos anos do auge da crise econômica. E, por ter mantido o ACT ao longo desse tempo, por fruto da resistência sindical e da categoria, dentre outros fatores estruturais, de negócios e gerencial, a empresa Emepê se tornou uma gigante do setor gráfico de Embalagens no segmento de remédios. Ela ampliou seus negócios, faturamento, rentabilidade, produtividade, número de postos de trabalho e ainda benefícios para seus profissionais, reivindicados pelo sindicato, dentre outros pleitos dos empregados que ainda não se materializaram , a exemplo do efetivo Programa de Participação nos Resultados (PPR).

No intervalo desses 14 anos, a Emepê elevou de 80 para 260 gráficos. Desde então, a empresa cresce. E o ACT permite que seus profissionais tenham uma jornada semanal de 41,5 horas em média – menos horas que o exigido pela lei trabalhista (CLT), que é 44h. Além disso, o serviço no sábado é feito alternadamente. Folga-se um e trabalha-se no outro.”E o Dia dos Gráficos, celebrado em 7 de fevereiro, devido a greve em 1923, é feriado”, conta Leandro Rodrigues, presidente do Sindigráficos, ratificando que houve avanço por parte da empresa neste sentido, mas, só concedidos mediante a plena reivindicação e resistência da classe.

“O progresso da empresa é derivada da sua política de investimentos na produção e gestão, mas também devido nossa reivindicação de direitos que garantiu uma certa valorização dos profissionais com reflexo direto na qualidade dos seus serviços ofertados aos clientes”, frisa o dirigente.

Rodrigues espera inclusive que o novo gestor de Recursos Humanos da Emepê, que deve participar da reunião de hoje, já conheça este histórico e perfil da empresa, indispensáveis nos atuais resultados empresariais. Desse modo, o Sindigráficos espera que se mantenha o referido padrão nas negociações, confirmando mais uma renovação do ACT da jornada.

A evolução da Emepê no período também esteve atrelada à valorização dos trabalhadores através da concessão de mais benefícios, requeridos pelos Sindigráficos e pelos empregados ao longo dos anos. Entre eles, o menor desconto salarial sobre o vale-transporte e a refeição.

“O fato mostra que, quando se tem uma qualificada gestão profissional e outros indicadores produtivos, de gestões e negócios, alinhados com a oferta de benefícios aos gráficos, eleva-se a chance de evolução da empresa, pois trabalha-se com satisfação e há reflexo na produção e qualidade”, diz Rodrigues. Assim, ele espera que a Emepê através dos gestores, novos e antigos, mantenham tal perfil para não ameaçarem o progresso.