MAIS ALIMENTOS NA CESTA BÁSICA E SALÁRIO DE R$ 1.447 PARA O GRÁFICO ENFRENTAR A ALTA INFLAÇÃO E A CRISE

camp2 camp3

Lutar para avançar sim, retroceder nas conquistas jamais! Esta foi a decisão dos gráficos de Jundiaí e Região em resposta à crise financeira e ao setor patronal se tentar passar a conta da crise só para o bolso dos empregados na Campanha Salarial 2015, com a negativa da melhoria dos salários e benefícios. A categoria entendeu o momento e aprovou no domingo (30/08), na sede da entidade de classe (Sindigráficos), uma pauta de reivindicação mais compacta com base no atual cenário. Mas, mostraram também que não estão dispostos a perder direitos, nem deixar de garantir avanços compatíveis com o período. Assim, liderados pela Federação Estadual da classe (Ftigesp), e em sintonia com o restante dos gráficos paulistas, trabalhadores de empresas gráficas de Jundiaí e outras cidades vizinhas foram ao Sindgráficos e aprovaram uma lista de reivindicações, a mesma que está sendo aprovada por todos os gráficos do Estado de São Paulo. A pauta é conjunta porque a campanha salarial será feita pelo segundo ano consecutivo de forma unificada entre os  sindicatos da classe no Estado. A unidade, organização e a mobilização entre os gráficos nas diferentes regiões será ainda mais relevante neste tempo de instabilidade. O reajuste salarial de 13% é uma das exigências dos trabalhadores para evitar prejuízos maiores diante da alta inflação. Com o índice, o menor salário nas gráficas passaria para R$ 1.447,60. 

camp5O mesmo índice de 13% deve ser aplicado no valor da Participação dos Lucros e Resultados (PLR), conforme aponta a pauta. “A mudança só ocorrerá se os empresários aceitarem o pleito dos gráficos e, para isso, é preciso pressão quando iniciarem as negociações durante a campanha”, antecipa Leandro Rodrigues, presidente do Sindigráficos. Para enfrentar o atual período de alta inflação que tem corroído o poder de compra dos trabalhadores, a pauta reivindica ainda a inclusão de mais itens na cesta básica. Dentre eles, os empregados querem mais pacotes de açúcar, café, trigo, fubá, leite, macarrão, extrato de tomate, e mais lata de óleo. Se a cesta for paga em cartão alimentação, a categoria exige que seja definida a fixação do menor valor para o benefício. Hoje não há fixação e existem muitos problemas de desvalorização por conta da inflação. O valor mínimo reivindicado pela classe para ser adotado é de R$ 102,40.

camp4Diante do cenário de instabilidade econômica, a categoria também está preocupada com a manutenção do emprego dos trabalhadores. Assim, aprovaram uma pauta onde prevê a estabilidade temporária do gráfico na volta das férias. “Se o patrão demitir nos 30 dias depois das férias, deve pagar uma multa no valor do piso normativo ao ex-funcionário”, informa Jurandir Franco, diretor do Sindigráficos. A categoria quer estabilidade no emprego também para o gráfico que está próximo de se aposentar. Ou seja, pedem a garantia do trabalho e do salário para os gráficos com 24 meses para se aposentarem. Outra exigência dos trabalhadores é a aplicação de uma multa ao empresário em caso de não pagar o PLR no prazo definido na Convenção (março e setembro). O aumento do valor a ser pago no adiantamento quinzenal é outra reivindicação. Hoje o patrão é obrigado a pagar 30% do valor do salário. Os gráfico solicitam 40%.

camp1A pauta reivindica ainda o aumento de mais 24 meses do auxílio creche. Se aprovada, a concessão do benefício ampliará de 3 para 5 anos. Além disso, a categoria exige a elevação do índice no valor da hora extra de 65% para 100% em qualquer dia da semana, bem como um percentual maior para o adicional noturno de 35% para 50%. Também solicitam que o horário limite para a concessão do adicional não seja limitado às 5h, mas que seja estendido até o horário que o trabalhador largar. Outra reivindicação é a melhoria no benefício que permite a mãe trabalhadora acompanhar seu filho no médico sem prejuízo no salário. Hoje o direito garante a permissão para 8 ausências remuneradas para filhos de até 12 anos. Os trabalhadores requerem o direito para filhos de até 17 anos. A categoria quer ainda condicionar a permissão da troca do dia de feriado para laborar, somente se a cada dia trabalhado for compensado por dois dias de folga. A pauta completa será apresentada ao segmento patronal no fim do mês, tempo em que os demais sindicatos dos gráficos realizam suas assembleias com a classe em cada região do Estado.

camp6A assembleia dos gráficos do Sindigráficos contou com a participação do presidente da Ftigesp, Leonardo Del Roy. O dirigente apresentou a pauta de reivindicação conjunta que foi aprovada pela categoria no local. O cartunista Trilho, que é parceiro do Sindigráficos, também participou da assembleia. Na ocasião, ele fez várias caricaturas dos participantes. O tom da unificação da atual campanha salarial entre os sindicatos dos trabalhadores já pode ser conferido no próprio encontro. Dirigentes do Sindicato dos Gráficos de Sorocaba marcaram presença na assembleia. Participaram os sindicalistas Everaldo Nascimento e Almir Alves – este é inclusive o  candidato à presidente do STIG Sorocaba pela Chapa 1. A eleição para direção do STIG será realizada nos dias 27 e 28 deste mês.  O Sindicato dos Gráficos de Jundiaí e a Ftigesp apoiam a Chapa 1.

JJ2Jornais

A pauta de reivindicação dos gráficos dos jornais já está nas mãos dos empresários do setor. A assembleia foi realizada antes. “O documento já foi protocolado e estamos aguardando a apresentação do calendário da abertura das negociações”, revela Rodrigues. Os trabalhadores também exigem um aumento salarial de 13% para recompor principalmente as perdas com a inflação nos últimos 12 meses. A categoria revindica ainda a elevação do percentual de 35% para 50% no adicional noturno.

DOMINOTruco e Dominó

O 7º Torneio de Truco e Dominó ocorreu no mesmo dia da assembleia de abertura da Campanha Salarial 2015. Várias duplas disputaram nas duas modalidades. Os campeões e vice-campeões no dominó foram Francisco e Rivaldo (ambos da empresa Jandaia) e Juliana e Ricardo (ambos da empresa Nova Página) respectivamente. Já os campeões e vice-campeões no torneio de Truco foram André e Sandra (ambos da Nova Página) e Rafael (N. Página) e Cláudio (Plural) respectivamente. Eles ganharam troféus e convites para desfrutar (com as suas famílias) um final de semana completo no Recanto dos Gráficos – Colônia de Férias do Sindigráficos, localizada no litoral paulista de Itanhaém.