MESES PENDENTES DO FGTS DOS GRÁFICOS DA NOVA FLEX SERÃO PAGOS NESTA SEMANA APÓS AÇÃO DO SINDIGRÁFICOS

Nesta semana, os gráficos da NovaFlex em Itupeva terão restabelecido o FGTS. A empresa, depois de ser acionada pelo Sindicato da categoria (Sindigráficos), comprometeu-se em quitar todos os meses em atraso no próximo sábado (7). Embora há meses voltou a regularizar o depósito mensal do FGTS dos seus funcionários, após a superação de uma crise financeira específica, ela ainda mantinha pendências em alguns meses de 2017 e de um mês neste ano. Toda gráfica é obrigada a depositar mensalmente o FGTS no valor de 8% sobre a remuneração do gráfico. O Sindicato tem feito a sua parte para a proteção da classe. Espera que os trabalhadores da Nova Flex também. A entidade vai até a empresa convocá-los para que sindicalizem-se e mantenham o sindicato ativo. 

Desde que recebeu a primeira denúncia sobre problemas no FGTS dos empregados da Nova Flex, em plena semana do Carnaval deste ano, o sindicato vem cobrando uma solução efetiva para esta irregularidade. “Não desistimos em nenhum momento de lutar por estes trabalhadores. Esperamos que façam a sua parte se sindicalizando agora”, diz Jurandir Franco, diretor sindical que atua neste caso desde o início. De imediato, ainda em fevereiro, diante da intervenção sindical, a empresa voltou a depositar o FGTS mensalmente. Mas ficou pendente meses anteriores.

A luta do sindicato continuou até agora diante do passivo do FGTS nos meses de outubro a dezembro do ano passado e mais o mês de janeiro de 2018. A empresa reconheceu a sua falha, alegando sérios problemas financeiros à época, mas reconhecendo a sua obrigação com os direitos trabalhistas. Desse modo, ficou acertado que a Nova Flex pagará estes quatro meses de FGTS pendentes de uma única vez. “Oficializado por e-mail, a gráfica ficou de quitar o débito neste sábado”, informa Franco. O dirigente orienta os gráficos a denunciar quaisquer descumprimento.

Esta não foi a primeira vez que a atuação sindical foi necessária para proteger os direitos dos trabalhadores da Nova Flex. “No passado, já agimos para o reajuste significativo do valor do vale-alimentação e para a cobrança das horas-extras pendentes devido a compensação de horas durante os dias de uma semana para não trabalharem no sábado, mas como tal sábado foi feriado, a compensação foi ilegal. E agora evitamos pendências no FGTS”, diz Franco. O Sindicato espera que, dessa vez, os gráficos se sindicalizem a fim de se protegerem em caso de novos problemas que venham a surgir. Sem se associar, o sindicato não terá condições de manter a luta em prol dos direitos da classe, como agora.