NO 1º DIA APÓS ELEITO, BOLSONARO DEFENDE PARCERIA COM TEMER PARA JÁ EM 2018 APROVAR REFORMA CONTRA APOSENTADORIA

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) afirmou nesta segunda-feira (29) que tentará aprovar a reforma da Previdência ainda este ano, em negociação com o governo Temer e congressistas aliados. Em uma série de entrevistas a emissoras de televisão, Bolsonaro disse que é preciso aprovar alguma medida neste ano para mudar a aposentadoria. “Ela (a reforma da previdência) é bem-vinda e será feita, no que depender de nós, com muito critério e responsabilidade”, disse Bolsonaro. Contudo, a estratégia acelerada do novo presidente é deixar o ônus dessa medida com Michel Temer e evitar assim um forte desgaste político já no começo da sua gestão diante da ação impopular contra a aposentadoria da classe trabalhadora, inclusive dos milhões que votaram nele. Não foi por falta de aviso dado pelo Sindigráficos e o movimento sindical referente ao risco disso ocorrer.

Em entrevista ao SBT, Bolsonaro defendeu, como propôs o seu vice, general Hamilton Mourão (PRTB), que a reforma da Previdência seja feita sob o governo Temer. “A reforma nossa é um pouco diferente da do Temer. Mas vamos procurar o governo e procurar salvar alguma coisa dessa reforma. Da forma que ela está sendo proposta não adianta eu ser favorável ou o general ser favorável. Temos que ver o que pode ser aprovado, que passa pela na Câmara e no Senado. O que não podemos é não aprovar nada no corrente ano”, disse.

FONTE: Com informações do VALOR