DIÁLOGO DO SINDICATO NA RC ARTE RESULTA EM AUMENTO DE 57% DO VALOR DO VALE-ALIMENTAÇÃO DOS GRÁFICOS

Os trabalhadores da gráfica RC Arte (Valinhos) começaram junho com uma notícia positiva depois do Sindigráficos ter dialogado com a empresa em favor deles. Os produtos da cesta básica dos gráficos definida pelo Sindicato com todas as gráficas da região através da Convenção Coletiva de Trabalho da categoria têm subido muito de preço. Por esta razão e com base no que determina a convenção, o órgão sindical tratou com a gráfica para que houvesse um reajuste de 57% no valor do vale-alimentação no local.

Nádia Cardoso, responsável pela área financeira da RC Arte confirmou a atualização. Através de e-mail para o Sindigráficos, informou que todos os trabalhadores passam a receber R$ 196 e não mais R$ 125 de vale-alimentação. Garantiu que o novo valor já entra em vigor neste mês. O aumento de quase 57% do direito alimentício está em sintonia com a alta inflação e a regra da convenção para estes casos de carestia dos preços dos produtos da cesta básica.

Leandro Rodrigues, presidente do Sindigráficos, parabeniza a empresa pela atualização do vale-alimentação e convida todos os gráficos para se sindicalizarem e fortalecer o órgão sindical que organiza essa e outras lutas e conquistas em prol da classe.

Ele lembra da importância da cesta básica da convenção para categoria, sendo possível somente através da luta anual puxada pelo Sindigráficos para mantê-la na campanha salarial. A convenção atual vence em agosto. Ou seja, será preciso organização e luta sindical dos trabalhadores para garantir a renovação desse direito à cesta básica por mais um ano. Seja sócio. Seja forte. SINDICALIZE-SE!

GRÁFICO TOMA SUSTO TODA VEZ QUE VAI AO SUPERMERCADO COMPRAR ALIMENTOS E PRODUTOS BÁSICOS

Os sustos que o consumidor leva com os preços, quando vai às compras, foram fundamentados na pesquisa feita pela federação que reúne os bancos no país. A esmagadora maioria dos entrevistados (93%) afirma que o preço dos produtos aumentou ou aumentou muito em relação ao início do ano. Da mesma forma, oito em cada dez entrevistados (78%) apontam que os alimentos e outros itens do abastecimento doméstico são os mais impactados pela inflação. É por isso que o Sindigráficos tem atuado junto com os trabalhadores de várias as gráficas para que seja garantida a correção do valor do vale-alimentação conforme define a Convenção Coletiva de Trabalho da categoria. LEIA MAIS

FONTE: Com informações Valor Investe

EMEPÊ RECUA EM OBRIGAR TRABALHO DOS GRÁFICOS NO FERIADO AMANHÃ DE CORPUS CHRISTIS APÓS INTERVENÇÃO DO SINDICATO

A empresa tentou passar por cima dos empregados e obrigá-los a trabalhar no feriado de Corpus Christi, desta quinta-feira (16), mesmo sendo um dos feriados de Vinhedo, município onde a gráfica funciona. Tudo foi descrito em comunicado da Emepê aos gráficos. A situação só mudou há poucos dias, depois do Sindigráficos intervir e apontar tamanha ilegalidade. Só assim a empresa recuou e emitiu um outro informe revendo a sua posição inicial e assim pedindo desculpas e o feriado foi restabelecido para todos.

A Emepê já foi uma das empresas mais cobiçadas para se trabalhar, mas mudou e vem atentando contra a organização sindical dos gráficos, colocando até uma psicóloga para conversar com quem se sindicaliza. Mesma prática, diz o Sindigráficos, tem uma funcionária antiga do RH que usa o nome de Deus, inclusive para prejudicar os trabalhadores.  O Sindicato estuda denunciar estas práticas até aos clientes da gráfica. Também não descarta convocar a CUT e todo o movimento sindical para realizar um grande protesto na frente da empresa para mostrar à sociedade e aos clientes todos os desmandos realizados pela Emepê. 

O episódio mostra sobretudo para os trabalhadores que até o feriado esta empresa quer atropelar em desfavor da categoria. E evidencia, ainda, que apenas não conseguiu por conta da existência e da intervenção sindical. Demonstra que os gráficos podem enfrentar o unilateralismo para trazer benefícios a todos se não desistirem de darem as mãos e marcharem com o sindicato. “Se a Emepê voltou atrás no feriado, porque não pode ocorrer com relação ao PPR e outros benefícios? Basta estarmos juntos! Reflitam”, alerta Leandro Rodrigues, que é presidente do Sindigráficos.

Não adianta ficar acuado. O exemplo já está colocado. A Emepê buscou tirar até um feriado legítimo regulamentado por decreto municipal de Vinhedo. Todos têm que se sindicalizar. E partir para cima. Sem medos. O Sindigráficos mostrou para que serve e não vacila na hora de defender os empregados.

“Mas é preciso correlação de forças maior. Com sindicalizados, podemos, quem sabe, restabelecer nossa PPR. Ademais, o acordo coletivo referente à jornada de trabalho está chegando ao fim sua validade, será necessário que estejamos fortes para mantê-lo, até porque a Emepê já está dando todos os sinais de sua nova postura. Portanto, não se iludam: a conquista será do tamanho da unidade, da organização e da luta”, fala Leandro.

Nas próximas semanas, o Sindicato estará inclusive denunciando a Emepê por práticas antissindicais. Leandro adianta que a entidade sindical estará acompanhando se possível até na porta da empresa essa situação. “Mostremos, se necessário, para os clientes da gráfica e para a sociedade da cidade de Vinhedo todas as políticas de RH que esta prática antissindical tem oprimido a classe”, finda Leandro. 

SINDICATO NA LUTA CONTRA ACIDENTES DOS GRÁFICOS NO LOCAL DO TRABALHO E ATÉ NO PERCURSO

Infelizmente o Brasil ocupa o 4º lugar no ranking de acidentes ocorridos no local de trabalho. Por isso que o Sindigráficos mantém grande luta diária para organizar os trabalhadores com relação à saúde e segurança no trabalho. Você sabia que também se caracteriza acidente de trabalho aquele ocorrido no percurso da residência para o local de trabalho, independente do meio de transporte utilizado pelo empregado, mesmo que seja o próprio carro do trabalhador? Na última semana, não por acaso, a fim de evitar acidentes no trânsito em prejuízo dos 400 gráficos da Jandaia, o Sindigráficos foi no Departamento de Estradas e Rodagens (DER) solicitar lombadas e faixas de segurança na frente da gráfica em Caieiras. A faixa para os pedestres já foi colocada felizmente LEIA MAIS

FONTE: Com informações do JC