PL da Terceirização promete mais emprego, mas vai aumentar problemas na vida do trabalhador

amatraterceirizacao

“Funcionários terceirizados ganham 30% menos que efetivos, trabalham 3 horas semanais a mais e, a cada 10 casos de acidente de trabalho, 8 são de funcionários terceirizados”, relembrou a magistrada contrária ao PL. Assista AQUI o vídeo curto da fala da magistrada sobre suas críticas à terceirização e dê a sua opinião. 

Na última segunda-feira (13), a Comissão de Direitos Humanos do Senado Federal realizou uma audiência pública sobre o Projeto de Lei 4330/04, que regulariza as terceirizações no país. Na mesa, a representante da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra), Noemia Porto, falou sobre a posição contrária da justiça especializada à aprovação deste PL.

Noemia lembra que a Constituição Federal de 1988 garante o emprego decente como direito fundamental, e versa sobre a sua importância na prática. A magistrada também relembra indicadores que não foram destacados no PL: funcionários terceirizados ganham 30% menos que efetivos, trabalham 3 horas semanais a mais e, a cada 10 casos de acidente de trabalho, 8 são de funcionários terceirizados.

Assista o vídeo e dê a sua opinião!