PRESSIONADA, CUNHA FACCHINI PROMETE PAGAR HOJE A PLR DOS GRÁFICOS. SINDICATO ACIONA EMPRESA NO MTE MESMO ASSIM

Nesta quarta-feira (31), após vários dias de cobranças sistemáticas pelo Sindicato da classe (Sindigraficos), a Cunha Facchini (Itupeva) anunciou que pagará a 2ª parcela do bônus financeiro (PLR) dos trabalhadores. O pagamento era para ser feito por todas as gráficas desde o último dia 5. Por esta e outras razões, mesmo que pague agora, a entidade da classe garantiu que levará a gráfica a se explicar no Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) no próximo dia 13. A empresa tem criado dificuldades para se reunir com o sindicato e vem descumprindo reiteradamente outros direitos coletivos, como cesta básica e chegou a atrasar o pagamento do adiantamento quinzenal da categoria.

A reunião na unidade do Ministério do Trabalho em Jundiaí ocorrerá mesmo depois da Cunha Facchini informar no quadro de aviso interno da empresa que vai pagar a PLR hoje. Independente disto, o Sindicato manterá o encontro no órgão público para tratar do descumprimento da data de pagamento e por repetitivas falhas na data de entrega da cesta básica mensal e até mesmo na quitação do vale de adiantamento quinzenal do salário dos gráficos, como ocorrido neste mês. Foi preciso o Sindicato intervir para ser feito o pagamento, mas fora do prazo, como também ocorreu com a cesta e a PLR.

Além dessas questões, o Sindigráficos também está aguardando o melhor momento para junto com os funcionários exigirem da Cunha Facchini a volta do café da manhã oferecido pela empresa aos empregados desde 2013, ora garantido após uma greve exigindo este e outros mais direitos. No ano passado, depois de uma grande dificuldade financeira enfrentada pela empresa, os gráficos foram sensíveis ao caso e aceitaram suspender por um tempo o benefício, e agora a empresa não quer mais restabelecer. A empresa inclusive tem dificultado agendar reunião com o sindicato para evitar sobretudo o assunto. A entidade, por sua vez, adianta que insistirá por se tratar de um direito já garantido por liberalidade patronal e cobrará.

O número de gráficos sindicalizados e conscientes de seus direitos é alto na Cunha Facchini. Estes fatores são importantes para se coibir prejuízos, pois unificados e organizados em torno do Sindicato, a entidade tem mais poder de reação em proteção dos empregados. A empresa é responsável pela impressão da Revista Turma da Mônica e uma paralisação neste momento, a depender da conjuntura ideal, pode ser uma das alternativas para se pleitear o restabelecimento do café da manhã e o cumprimento adequado dos demais direitos coletivos, como a entrega da cesta básica.