Primeira rodada de negociações será dia 7 de outubro

Charge2Os Gráficos do Estado de São Paulo já iniciaram as mobilizações para a Campanha Salarial 2014 e a primeira rodada de negociações com o Sindicato Patronal (SINDIGRAF) está agendada para o próximo dia 7 de outubro. A categoria reivindica 6% de aumento real, aumento da PLR conforme aumento tabela de reposição, além de avanços em itens como cesta-básica, horas extras, férias etc. (Confira as principais reivindicações abaixo)

Neste ano a campanha será unificada com a FTIGESP (Federação dos Trabalhadores da Indústria Gráfica, da Comunicação Gráfica e dos Serviços Gráficos do Estado de São Paulo) e o Sindicato dos Gráficos de Jundiaí e Região irá reforçar as negociações com sindicatos do Estado para avançar nas conquistas.

O presidente do Sindicato, Leandro Rodrigues da Silva, deixa claro que o sucesso na mesa de negociações depende do trabalho de mobilização nas bases, ou seja, nas portas das fábricas. “Se os trabalhadores estiverem unidos e participarem da campanha com muita luta e mobilização, a pressão surtirá efeito positivo na mesa de negociação”, afirmou.

CHORADEIRA JÁ COMEÇOU

O presidente da FTIGESP, Leonardo Del Roy, se reuniu com representantes do Sindicato Patronal na última quarta, dia 17, para adiantar alguns pontos da pauta de reivindicações e reivindicar mais rodadas de negociações – em 2013 foram três programadas e a quarta para fechar o acordo.

“A estratégia deles é agendar poucas reuniões para coibir o debate e nos dar menos tempo parta justificar as nossas cláusulas”, reclama Leonardo, que também é diretor do STIG Jundiaí.

Representantes do setor patronal já começaram a choradeira nas negociações da pauta, alegando que a produção da indústria gráfica está fraca. Para a FTIGESP, não há justificativa para não haver aumento no salário dos trabalhadores este ano, pois nos últimos anos as empresas tiveram lucros significativos.

Outro ponto discutido nesta reunião foi a alta rotatividade que tem reduzido drasticamente o salário dos trabalhadores e diminuindo a força dos Sindicatos. “A rotatividade só traz lucro para os patrões e nenhum benefício à categoria”, afirma Leonardo.

 

PAUTA DE REIVINDICAÇÕES A Pauta de Reivindicações dos gráficos de Jundiaí e região foi aprovada no dia 27 de julho durante a assembleia realizada na sede do Sindicato em Jundiaí.

 

PRINCIPAIS CLÁUSULAS DE MELHORIAS DA PAUTA

– INFLAÇÃO: 100% de reposição;

– AUMENTO REAL: 6%;

– HORAS EXTRAS: 100% dias normais e 130% aos domingos e feriados;

– PLR: Aumento na tabela conforme reposição;

– CESTA BÁSICA: Melhorias em geral;

– APOSENTADORIA: Com dois anos garantia de emprego e salário;

– FÉRIAS: Garantia de emprego por 60 dias, com multa de um salário nominal em caso de demissão;

CLÁUSULAS NOVAS:

– Promoções com aumento salarial;

– Jornada de trabalho para 40 horas semanais;

– Dia do Gráfico (7 de Fevereiro);

– Garantia de trabalho ao empregado acidentado com sequelas e readaptação;

– Auxílio alimentação;

– Estabilidade provisória de 90 dias da data base.

 

 Charge2