SENADO DESCONSIDERA MILHARES DE PESSOAS NA AV. PAULISTA E NO BRASIL CONTRA A PEC DO ‘FIM DO MUNDO’

pec

A Avenida Paulista recebeu, no último domingo (27), um protesto – o primeiro após o pedido de demissão de Geddel Vieira Lima – contra a PEC 55 – do congelamento do investimento público por 20 anos (também chamada de PEC do fim do mundo tamanho os efeitos negativos na vida da população mais pobres e sobre a classe trabalhadora), a anistia para o caixa 2 eleitoral e o Governo Temer. A frente Povo Sem Medo, organizadora do ato, estimou que 40 mil pessoas tenham participado da manifestação. Já no portal E-Cidadnia do Senado, a maioria esmagadora da população vota contra a PEC 55 (23 mil favorável e 342 mil contrária). Porém, apesar de toda demonstração democrática do povo brasileiro, o presidente Michel Temer e a maioria dos senadores não querem saber disso. Eles anunciam inclusive que a aprovação hoje desta PEC, no primeiro turno, será ampla.  O líder do governo no Congresso Nacional, senador Romero Jucá (PMDB-RR), estimou nesta segunda-feira (28), após reunião com o presidente da República, Michel Temer, que a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 55, que limita os gastos públicos pelos próximos 20 anos, deverá ser aprovada no plenário do Senado por até 65 votos. Pelo cronograma acertado no Senado, a PEC será votada nesta terça (29), em primeiro turno. Por se tratar de uma emenda constitucional, a proposta, para ir a segundo turno (previsto para 13 de dezembro), precisa do apoio de pelo menos três quintos dos parlamentares (49 dos 81).

FONTE: Com informações El Pais e G1