SINDICATO ACOMPANHA VOTAÇÃO DE COMISSÃO INTERNA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES EM GRÁFICA RECÉM ENQUADRADA

Nas últimas semanas, o Sindigráficos já localizou dezenas de empresas realizando atividades gráficas na região sem o adequado enquadramento sindical enquanto gráfica. A entidade deve notifica-las extrajudicialmente para fazerem os ajustes de modo a garantir aos trabalhadores os mesmos direitos da categoria. E já notificou várias gráficas de Louveira. Na cidade existe a Flexcoat, empresa de grande porte que mudou a sua atividade do setor de papel e papelão para o ramo gráfico, enquadrando-se respectivamente para o novo segmento. Assim, o Sindigráficos passou a representar legalmente os trabalhadores do local. E, na última semana, iniciou as atividades sindicais na gráfica em prol da saúde e segurança dos 120 profissionais, acompanhando inclusive a eleição interna da classe para a prevenção de acidentes laborais e doenças do trabalho (Cipa).  

“A Flexcoat mostrou que se preocupa com a saúde e segurança de seus trabalhadores. A eleição da Cipa foi inclusive um processo transparente. Foi a empresa que nos comunicou e convidou para acompanharmos o processo eleitoral no último dia 23”, diz Jurandir Franco, diretor sindical que monitorou a votação durante o dia todo. A grande maioria dos gráficos da empresa participou do processo e escolheu alguns colegas de trabalho para representá-los legalmente no cuidado da integridade física e mental de todos no ambiente e processos laborais no cotidiano.

111 trabalhadores elegeram a nova Cipa. O número de votante representa 88,8% do total de gráficos da Flexcoat. Houve somente dois votos em branco e um voto nulo. De forma democrática, elegeram três empregados titulares e mais três suplentes. Os titulares da Cipa foram Lucas Martins (30 votos), Vandson Pinheiro (27) e Leandro Lima (17). Os suplentes eleitos foram João Batista (14), Gabriela Souza (11) e Érica Anorella (9 votos).

“O cipeiro terá um mandato de um ano para cuidar da saúde e segurança de todos. A estabilidade no emprego é garantida por lei durante esse período e mais um ano após deixar o mandato”, conta Leandro Rodrigues, presidente do Sindigráficos. O dirigente coloca o sindicato à disposição dos cipeiros e demais gráficos em defesa das condições laborais na Flexcoat de modo a buscar garantir a efetiva proteção à integridade física e mental de todos os trabalhadores.

“A Cipa, segundo normas de segurança e saúde do trabalho, estas que Bolsonaro quer cortar, busca, objetivamente, evitar os acidentes, riscos, atividades e práticas prejudiciais à saúde. A comissão é composta por representantes eleitos de empregados e da empresa. Para o sindicato, a Cipa, quando eleita com lisura e é atuante, torna-se um forte instrumento de garantia dos interesses dos trabalhadores, pois a integridade física e mental é o maior dos bens do gráfico. E são os cipeiros um dos principais responsáveis dentro da empresa pelo cuidado da integridade de todos.