SINDICATO BUSCA JANDAIA PARA DIÁLOGO SOBRE RENOVAÇÃO E MELHORIA DO ACORDO DE JORNADA E IMPLANTAÇÃO DE PPR

Daqui a três semanas, como encerra o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) que regula os três horários dos gráficos do administrativo e dos três turnos na Jandaia, o Sindigráficos já iniciou o diálogo com a gráfica em Caieiras. Na comunicação já enviada, para o melhor funcionamento da empresa e valorização dos trabalhadores, a entidade aponta para a necessidade da continuação do acordo por mais dois anos. Por sinal, como o revezamento entre os turnos não existe mais, limitando as folgas nos finais de semana para a maioria, pedem ajustes nos horários. O sindicato pede, ainda, a abertura de uma negociação para compensar financeiramente os gráficos a partir de metas positivas também aos negócios. Para isso, solicita um estudo para implantação do Plano de Participação nos Resultados (PPR).

Pelo ACT vigente há quase dois anos, que encerra no próximo dia 20, os gráficos do 2º turno que atuam de segunda-feira a sábado, recebem uma folga remunerada no 4º sábado após terem laborado nos três anteriores. Os 1ª e 3º turnos não têm este benefício e três horários do administrativo compensam horas durante a semana para folgarem em todos os sábados. “Como a Jandaia retirou o revezamento mensal entre os turnos, por força da lei trabalhista anterior a 2017, o benefício da folga ao sábado não inclui mais a todos. Portanto, além da renovação do acordo é preciso mudanças com melhorias coletivas”, diz Leandro Rodrigues, presidente do Sindicato.  

O Sindigráficos acredita que é possível avançar neste tipo de diálogo com a empresa em atendimento ao pleito dos trabalhadores, já que mudanças na legislação permitem novos dispositivos jurídicos onde possibilitam tais alterações nos acordos. Em Cajamar, por exemplo, o sindicato já fechou acordo novos nas gráficas Gonçalves e em uma unidade filial da Esdeva. Tais mudanças atendem os gráficos e são favoráveis à própria empresa.   

Outra solicitação favorável para trabalhadores e empresa solicitada pelo Sindigráficos é a abertura de uma negociação para a Jandaia e o sindicato iniciarem um estudo para a implantação do PPR. Na verdade, como já houve este plano na última década, a entidade busca resgatá-lo através da valorização financeira do gráfico atrelada às metas favoráveis também à empresa por meio do atingimento de redução de desperdício, aumentos de qualidade e produtividade e outros critérios. Além de valorizar ambos, corrige uma injustiça contra os gráficos de empresas com maior porte, ao evitar que paguem similar às gráficas menores pela regra da PLR a todos.