SINDICATO CHECA COM ADVOGADA E GRÁFICOS DA CCL QUEIXA DE EXTRAPOLAÇÃO DE JORNADA EM INVESTIGAÇÃO PELO MPT

Na última semana, após a advogada da CCL Industries do Brasil, Solange Fiorussi, reunir-se com dirigentes sindicais e negar que existiria jornada de trabalho excessiva de 12 horas diárias na unidade filial de Vinhedo/SP, o Sindigráficos também consultou alguns trabalhadores da empresa. Os empregados consultados confirmaram a posição da jurista onde dizia ser infundada a denúncia anônima enviada ao Ministério Público do Trabalho (MPT). O sindicato tentou contato com mais gráficos, porém, infelizmente, a maioria dos 300 empregados ainda prefere se manter afastada da sua representação sindical, mesmo depois da empresa continuar desde 2018 sem renovar o acordo coletivo de trabalho, onde regulamentava a jornada.

“Apesar dessa realidade na qual os próprios gráficos fragilizam-se ao não se organizarem junto ao sindicato, que esperamos que isso possa mudar para o bem deles mesmos, nós fizemos nosso papel sindical em proteção deles, verificando a denúncia anônima de alguém enviada ao MPT. Dessa forma, após ouvirmos a representante da empresa e alguns gráficos onde todos eles garantirem ser infundada a queixa, informamos à procuradora federal que investiga o caso que o sindicato não tem elementos para falar que procede a denúncia de jornada excessiva”, conta Leandro Rodrigues, presidente do Sindigráficos de Cajamar, Jundiaí, Vinhedo e Região.

O Sindigráficos reafirma seu compromisso com a verdade, princípio este que norteia a comunicação da entidade. “Portanto, não temos evidências para validar esta denúncia anônima enviada ao MPT sobre a extrapolação de jornada de 12 horas diárias de segunda à quinta-feira e também na sexta”, diz Leandro. Ele conta inclusive que checou ainda como está sendo feita a jornada semanal na atualidade, mesmo pendente de acordo de jornada, situação que o sindicato espera que a CCL possa retomar a negociação, bem como os trabalhadores possam se sindicalizar para fortalecer a luta.  

“Pelas informações apuradas, continua havendo dois turnos de serviços dos gráficos da produção. O 1º turno vai das 6h às 16h de segunda-feira à quinta-feira, largando às 15h na sexta. O 2º turno vai das 16h às 01h27 de segunda-feira à quinta-feira, largando às 23h55 na sexta-feira”, informa Jurandir Franco, diretor do Sindigráficos. Também há outros horários para o pessoal do setor administrativo e da manutenção. “Porém, sem garantir o acordo de jornada, nenhum desses horários está regulamentado” fala.