SINDICATO CONVOCA GRÁFICOS PARA A DEFINIÇÃO DA PAUTA DE REIVINDICAÇÃO DURANTE ASSEMBLEIA NESTE DOMINGO (5)

Neste ano, diferente de todos os anos, os gráficos já podem ficar sem os direitos coletivos superiores à CLT a partir de 1º de novembro de 2018.  É possível devido às novas regras definidas pela nova lei do trabalho de Temer. Tal legislação acabou com a obrigação das empresas manterem direitos coletivos a partir da data-base da classe se a campanha salarial não acabar antes. Assim, sem a participação dos gráficos na campanha, o patrões não aceitarão concluir a campanha antes da data-base, a não ser para retirada de direitos, como PLR, cesta básica e toda Convenção Coletiva de Trabalho. A fim de evitar a perda dos direitos, a campanha salarial dos gráficos já começará no próximo domingo (5), um mês mais cedo que os anos anteriores. O Sindigráficos convoca os trabalhadores a deixarem o descanso na manhã deste domingo, a partir das 8h, para participarem da assembleia geral na sede regional do órgão em Jundiaí.

“Se não renovarmos a nossa convenção coletiva de direitos até o dia 30 de outubro, ela perde a validade de acordo com a nova lei trabalhista do Temer. Por isso que antecipamos a assembleia geral para que a classe possa definir na manhã deste domingo sua pauta de reivindicação para a campanha salarial diante dos novos desafios”, diz Leandro Rodrigues, presidente do Sindgráficos. O edital de convocação já foi publicado em um jornal de grande circulação da região na última segunda-feira (23). O edital foi publicado no Jornal Agora, na página B4, no Caderno Trabalho.

O Sindicato estará disponibilizando transporte por cidades onde houver o número considerável. Já tem um ônibus fechado para Caieiras. Outros estão sendo articulados para Cajamar, Valinhos e Vinhedo. Cada diretor sindical também está mobilizando trabalhadores para que compareçam. “Somente os sindicalistas e poucos gráficos da base não poderão barrar os efeitos negativos da nova lei sobre a negociação coletiva de direitos e salários deste ano. Será preciso uma participação significativa domingo e durante a campanha. Precisamos concluí-la antes de novembro e sem que direitos sejam retirados. Para isso, convocamos todos”, diz Jurandir  Franco, diretor do Sindigráficos. Não é um convite é uma convocatória!

“A classe patronal se apropriará da crise político-econômica e estrutural do setor e da nova lei do trabalho para impor prejuízos aos funcionários. Portanto, só vamos manter os direitos, como PLR, cesta básica e muito mais com a resistência coletiva dos trabalhadores nas bases”, antecipa Leandro. A 1ª chamada da assembleia começará às 8h do domingo. A 2ª chamada será às 9h. Após os trabalhos, haverá o torneio de Truco e Dominó, com música ao vivo, bebida e premiações para os ganhadores.