Sindicato dos Gráficos completa 53 anos e vira referência na região

Selo-53anos (1)

No próximo dia 25 de maio, o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Gráficas, Jornais e Revistas de Jundiaí e Região completa 53 anos de fundação. E para lembrar esta data, a diretoria lança o selo comemorativo de aniversário.

A história do movimento gráfico em Jundiaí começou em 1958, quando os operários gráficos começaram a se organizar através da Associação dos Trabalhadores Gráficos fundada no dia 18 de abril daquele ano e que tinha como presidente Jurandir Macedo. Dois anos depois, iniciava-se oficialmente a luta dos Gráficos de Jundiaí, liderados pelo companheiro Plínio Finardi.

Naquela época, o movimento sindical de Jundiaí já era referência no país com os trabalhadores ferroviários, que já haviam realizados grandes greves. Os gráficos de Jundiaí estavam inseridos dentro do movimento intersindical que era bastante articulado e os trabalhadores da categoria já discutiam a redução da jornada de trabalho, piso da categoria e vários itens existentes na Convenção Coletiva do Trabalho.

MARCO HISTÓRICO

Duas grandes greves marcaram o movimento sindical gráfico em Jundiaí. A primeira ocorreu em 1983, quando os trabalhadores cruzaram os braços por uma semana reivindicando melhores salários e ampliação dos seus direitos. A greve foi julgada legal e a maior conquista foi a união e consciência que a categoria adquiriu naquela luta.

Entre 1993 e 1994 mais uma vez os gráficos de Jundiaí paralisaram as atividades. Trabalhadores das empresas Araguaia, JundAlfa, Globo e outras pararam suas atividades e lutaram por aumento salarial e o fornecimento de cestas básicas, item que até hoje faz parte da CCT da categoria.

NOVA DIRETORIA

A partir de 2003, o Sindicato dos Gráficos de Jundiaí e Região passou por grandes mudanças administrativas que resultou na ampliação do número de associados em mais de 500%. Em 2006, os gráficos inauguraram a nova sede na rua Prudente de Moraes e consequentemente as subsedes em Caieiras e Cajamar. Em 2011, outro grande sonho foi realizado com a aquisição de uma colônia de férias em Itanhaém, nomeada de “Recanto dos Gráficos”.

Para o atual presidente Leandro Rodrigues, a postura diferenciada adotada pela atual diretoria nos últimos 10 anos culminou em uma participação maior na luta operária e bastante solidária com os movimentos sociais. “Os gráficos passaram a ser uma grande referência para outras categorias”, destaca.

ELEIÇÕES SINDICAIS

Nos dias 23 e 24 de maio haverá as eleições para escolha da nova diretoria do Sindicato dos Gráficos de Jundiaí e região. A disputa terá um grupo único concorrendo, a Chapa 1 e está prevista a participação de cerca de 1.500 trabalhadores gráficos, distribuídos por 27 cidades da região