SINDICATO GARANTE COMPENSAÇÃO FINANCEIRA MAIOR PARA GRÁFICOS DA EMEPÊ FRENTE O EMPENHO DELES NA PRODUÇÃO

Entra em vigor, a partir deste mês, acordo negociado pelo Sindicato dos Gráficos (Sindigráficos) onde compensará financeiramente o empenho profissional dos 260 gráficos da Emepê em Vinhedo. Será pago parcelas de no mínimo R$ 725, valor superior à parcela mais rentável da PLR da convenção coletiva da classe, que é de R$ 445,40. E o reconhecimento da empresa ao trabalhador, mediante esta negociação dos sindicalistas, pode ficar ainda maior que R$ 725. Pode ser acrescido de 16% a 32% do salário nominal de cada funcionário caso atinjam as metas globais da empresa associadas à cada setor produtivo e administrativo do local. Pelo acordado, no próximo mês, a Emepê já pagará uma parcela de R$ 725 e, no começo de 2019, após analisar as metas de julho à dezembro desde ano, deve pagar um valor maior baseado no resultado alcançado.

O sindicato já concluiu com a empresa todos os termos do Programação de Participação de Resultados (PPR), sendo aprovados pelos gráficos na última quinta e sexta-feira durante o processo de votação individual e secreta, monitorado pelo presidente do Sindicato, Leandro Rodrigues, acompanhado do diretor Antônio Amâncio e pela assessoria. A maioria aprovou o PPR, sendo 201 à favor, 20 contra e nenhum branco ou nulo. O processo foi acompanhado por representantes também da Emepê (Ana Correia, Edson Medeiros, Rodrigo Belucci e Ricardo Ianamoto).

Antes da votação com os empregados do setor administrativo e dos 1º, 2º e 3º turnos, Leandro promoveu assembleias explicando as condições do PPR e também demonstrou como o trabalhador deve se comportar para manter este direitos e todos os demais garantidos na Convenção Coletiva de Trabalho e por um outro Acordo Coletivo de Jornada laboral. No acordo de jornada, consolidado no início do ano pelo Sindigráficos, a entidade garantiu por mais dois anos a jornada semanal de 41,5 horas, o serviço no sábado alternado e o feriado do dia do gráfico, 7 de fevereiro.

“E para manter estes benefícios, o PPR e os direitos convencionados é preciso manter o Sindigráficos ativo através da sindicalização de cada um dos 260 gráficos da Emepê. O conjunto de conquistas deixa claro para estes trabalhadores que o sindicato tem feito de tudo em favor de todos. E a sindicalização não se trata de retribuição, mas, sem sindicato vivo e forte para atuar, que tem sofrido com a nova lei do trabalho, não haverá mais a entidade da categoria para defender todos estes direitos”, disse Leandro. Desse forma, embora o sindicato agradeça por demais o papel dos já 70 sócios, sendo fundamentais para consolidação do PPR e demais direitos, o sindicato espera que os demais 190 se sindicalizem. E a ficha de filiação foi entregue a cada gráfico que votou agora no PPR.

Além da associação é preciso participação para manutenção de direitos. E a garantia dos direitos convencionados por mais uma ano, como cesta básica e outras dezenas de benefícios contidos na Convenção Coletiva de Trabalho, depende da atuação da categoria na campanha salarial. A validade da atual convenção segue até outubro. Depois disso, somente se os direitos forem renovados em negociação com o sindicato patronal. Dependerá, portanto, da participação dos gráficos da Emepê e demais empresas. Leandro já convidou todos presentes na votação na Emepê para comparecem na assembleia geral da classe para decisão da pauta de reivindicação da campanha salarial 2018. O evento será no próximo dia 5, às 9h, na sede regional do Sindigráficos em Jundiaí. Participem!