CONVERPLAST ABRIRÁ FILIAL NA REGIÃO DE JUNDIAÍ E DEVE GERAR 400 EMPREGOS NA ÁREA DE EMBALAGENS IMPRESSAS

Na última semana, em Campo Limpo/SP, após o anúncio da autorização para o começo das obras da Converplast (2ª maior gráfica do mercado de embalagens impressas no Brasil), o Sindicato dos Trabalhadores da categoria (Sindigráficos) foi até a cidade. A entidade está à procura do prefeito do município, Japim Andrade, para solicitar que o gestor busque meios para a qualificação dos profissionais da área gráfica de modo que os 400 empregos previstos sejam conquistados pelos gráficos da região. O Sindigráficos acompanha as negociações para vinda desta gráfica há cinco anos. E tomou agora mais esta iniciativa em prol da classe após o prefeito entregar a licença definitiva para representantes da Converplast.  

A previsão é de que a empresa esteja construída e produzindo daqui a dois anos. Funcionará na Marginal direita do Rio Jundiaí. “Até o ano de 2020, esperamos que seja empregado os trabalhadores da região. Para isso, o Senai terá um papel indispensável, já que a Converplast atua em uma área tecnologicamente avançada do setor gráfico, especificamente de embalagens flexíveis nos mercados de alimentos, bebidas, farmacêuticos, home e personal care”, conta Leandro Rodrigues, presidente do Sindigráficos. Assim, o prefeito de Campo Limpo terá um papel vital nesta articulação para que ocorra a efetiva qualificação dos referidos profissionais visando que os empregos fiquem na região. Em Jundiaí, que fica a 15 quilômetros de Campo Limpo, há carências de trabalhadores deste tipo de segmento gráfico. Tal qualificação é urgente.

A Converplast já possui duas plantas na cidade de Guarulhos, com 1,1 mil profissionais. E contará agora com essa nova filial em Campo Limpo, outra importante região do estado de São Paulo. A empresa também tem mais uma unidade no Nordeste do Brasil, em Pernambuco. Em ambos locais, a Converplast costuma respeitar a representação sindical da categoria gráfica e todos os direitos coletivos dos trabalhadores. Outra gráfica de embalagens flexíveis que tem unidades em Guarulhos e em Jundiaí e que respeitam os direitos trabalhistas é a Inapel.

“Porém, infelizmente, tem uma gráfica de embalagem na nossa região, a Zaraplast, que não cumpre a Convenção Coletiva de Trabalho e nem a representação sindical”, critica Rodrigues. A empresa está enquadrada de forma indevida em um sindicato de uma outra categoria profissional. O Sindigráficos já está acompanhando a situação em busca de solução. A entidade, porém, está aguardando alguma definição sobre rumores de que a unidade industrial da gráfica Zaraplast deve fechar em Cajamar.