GRÁFICOS DE EMPRESAS DE COMUNICAÇÃO VISUAL CORREM RISCOS DE PERDER PLR E CESTA POR MANOBRA EMPRESARIAL

Embora o CNPJ da Clique Imagem, empresa de Comunicação Visual em Valinhos, mantenha as atividades econômicas de serviços gráficos, a empresa resolveu negar suas características apenas na área sindical. Arbitrariamente, apoiando-se no fim da obrigatoriedade do imposto sindical posto pela nova lei do trabalho, a gráfica trocou, sem legalidade, o enquadramento sindical. Ela deixou o Sindigráficos e assumiu, no lugar, o Sindicato de Prestação de Serviços. Embora muitos gráficos tenham festejado a facultatividade da ajuda financeira ao Sindigráficos, órgão que só através da classe poderá continuar agindo na proteção de direitos coletivos da classe, como PLR, cesta básica e o piso salarial superior ao salário mínimo, os gráficos da Clique Imagem são vítimas agora deste processo. Pois a troca ilegal do enquadramento sindical, seja orientada ou não pelo escritório contábil, visa baixar os custos da empresa com a retirada dos respectivos direitos coletivos da categoria.

O Sindigráficos alerta para a empresa que a mudança é ilegal e estará à disposição dos empregados do local caso queiram manter seus direitos coletivos e piso salarial enquanto gráficos. Para isso, todos precisam se sindicalizar e demonstrar que têm ligação direta com a referida entidade. “Mas se os funcionários estiverem satisfeitos com a perda da cesta básica, PLR e outras dezenas de direitos convencionados da classe superiores à CLT, não precisam se unificar junto ao Sindigráficos para tentar buscar desfazer este mal”, adianta Leandro Rodrigues, presidente do Sindicato.

Mesmo protegidos por anos pela Convenção Coletiva de Trabalho e a atuação do Sindigráficos, nenhum dos gráficos da Clique Imagem está sindicalizado. “A situação poderá mudar agora caso eles percebam todos os prejuízos diante do não fortalecimento do seu sindicato para conquistar e proteger os seus direitos e pisos salariais superiores ao salário mínimo nacional”, avalia Jurandir Franco, diretor sindical que acompanha esta problema com a mudança ilegal do enquadramento entre categorias profissionais.

A Clique Imagem está localizada na Vila Santana em Valinhos. A empresa fica próxima de outra gráfica, a Helius, que tem acumulado várias ilegalidades, mas que os gráficos continuam afastados do órgão da classe, reduzindo as chances da busca por soluções dos problemas. “Os trabalhadores da Helius enfrentam a precarização do trabalho ainda piores que a nova lei do trabalho em relação aos contratos laborais e em relação às férias”, informa Franco. O sindicalista diz que embora cresça, abrindo até uma filial na mesma cidade, a Helius sonega vários direitos. Ela acumula férias e também não registra a carteira de trabalho. E ainda não paga todos direitos do trabalhador gráfico quando este é demitido.